Cidadeverde.com
Vida Saudável

Timon retira obrigatoriedade do uso de máscara em ambientes fechados e abertos

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde

A prefeita de Timon, Dinair Veloso, publicou decreto no domingo (21), determinando a partir dessa segunda-feira (22) a flexibilização no uso de máscaras em espaços abertos e fechados. O uso do material que antes era obrigatório, agora passa a ser facultativo.

O município tinha uma obrigatoriedade de máscara em ambiente fechados, e para ambientes abertos era obrigatório para pessoas com sintomas da doença, teste positivo ou contato recente com indivíduo com Covid-19, e imunossuprimidos. Agora permanece obrigatório apenas para pessoas imunossuprimidas ou com sintomas virais em ambientes abertos e fechados. 

O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 informou que ocorreu uma queda no número de casos positivos, internações e óbitos, principalmente com o avanço da vacinação. A cidade ficou 30 dias sem registrar óbitos, e já foram confirmados 151 casos da doença neste mês, mas a maioria foram leves.

“O município já está com 100% da população com 18 anos ou mais vacinada com a segunda dose e mais de 50% dessa faixa etária já recebeu a primeira dose de reforço. Os casos da doença, nos últimos meses, sofreu uma grande queda e os confirmados na sua maioria foram leves. Todos esses dados nos dão a segurança de um plano de contingência que funcionou e o controle da doença no município”, afirmou Márcio Sá, secretário de Saúde.

Outra mudança é que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) que eram exclusivas para Covid-19, localizadas nos bairros Flores e Parque e Piauí I, deixam de realizar esse atendimento exclusivo e passam a atender as demais demandas.

Teresina

A Prefeitura de Teresina, no dia 13 de junho, também aplicou algumas medidas sanitárias e voltou a obrigar o uso de máscara em ambientes hospitalares, pois antes existia apenas uma recomendação. Também ficou recomendado o uso de máscara de proteção nos locais abertos ou fechados de grande aglomeração de pessoas, ou seja, não é obrigatório, apenas uma recomendação.

Atualmente a cidade registra uma queda nos casos e Teresina voltou a faixa verde, devido ao baixo índice de transmissão da doença.

 

Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir