Cidadeverde.com
Esporte

Pelé terá de fazer novo teste de paternidade após ação judicial

Imprimir

Foto: Adriano Vizoni/Folhapress

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, 81, terá de fazer um teste de paternidade após Maria do Socorro Azevedo entrar na Justiça e ter seu pedido concedido na Defensoria Pública do Estado de São Paulo. A decisão foi proferida no último dia 18 segundo documento concedido à Folha de S.Paulo.

Para isso, o ex-atleta não precisará sair de casa e agora cabe ao IMESC (Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo) determinar a data e hora para a realização da coleta genética. Procurado por meio de suas redes sociais, Pelé, que ainda não foi citado oficialmente no processo, não se pronunciou.

No quesito relacionamentos, Pelé sempre foi um dos mais namoradores. Em 1963, aos 23 anos, o então jogador do Santos Futebol Clube teve um rápido relacionamento com Anísia Machado e com ela teve uma filha de nome Sandra que ele não reconhecia, mas que após exame de DNA, em 1996, conseguiu ter o nome do pai. Sandra morreu em 2006 de câncer, e Anísia em 2014.

Em 1966, quando tinha 26 anos, se casou pela primeira vez com Rosemari de Reis Cholbicon, com quem teve três filhos. A relação, porém, chegou ao fim em meados de 1980. Entre 1981 e 1986, o ex-jogador teve um relacionamento com Xuxa Meneghel. Ela tinha apenas 18 anos e ele 41.

No início da década de 1990, começou a namorar a cantora gospel Assiria Lemos Seixas. Com ela Pelé se casou em 1994 e teve os gêmeos Celeste e Joshua. O casamento acabou em 2008.

Em 2002, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, assumiu a paternidade de Flávia Cristina Kurtz, na época com 34 anos, que nasceu em Porto Alegre (RS) de um relacionamento do ex-jogador com uma estudante de jornalismo em 1968, Lenita Kurtz. A paternidade foi revelada por Helio Viana, ex-sócio de Pelé, à revista Isto É Gente daquele ano. O ex-futebolista conheceu a filha em 1994, mas só resolveu fazer a revelação no início dos anos 2000.

E foi durante uma viagem para Nova York, em 2010, que Pelé conheceu Marcia Cible Aoki. O casamento aconteceu só seis anos depois, em 2016. Ambos estavam juntos até hoje.

 

Fonte: Folhapress 

Imprimir