Cidadeverde.com
Geral

Whindersson ressalta amor pelo Piauí, abre show com aboio e destaca acessibilidade

Imprimir
  • whind9.jpg Renato Andrade
  • whind8.jpg Renato Andrade
  • whind7.jpg Renato Andrade
  • whind6.jpg Renato Andrade
  • whind5.jpg Renato Andrade
  • whind4.jpg Renato Andrade
  • whind3.jpg Renato Andrade
  • whind2.jpg Renato Andrade
  • whind1.jpg Renato Andrade

O piauiense Whindersson Nunes elevou a temperatura da Cidade do Sol na noite deste domingo (18) no Festival GiraSol. Com o codinome musical Lil Whind, o artista trouxe uma mistura de trap e música eletrônica ao palco em um show que contou ainda com a participação dos rapers Hungria e Rapadura, dois nomes consagrados no segmento.

No show, Whindersson ressaltou seu amor pelo Piauí, abriu a apresentação com um emocionante aboio, toadas de vaqueiros. Um dos momentos emocionantes ele falou do filho. 

“Se eu tivesse com ele (o filho) agora, queria que o mundo tivesse preparado como  eu quero que esteja preparado para essa moça (apontando para uma menina que assistia o show com ajuda da acessibilidade do festival). É o festival da acessibilidade”. 

Como prometido, Whindersson fez chover tênis Air Jordan para o público do Festival GiraSol. Durante vários momentos do show, o humorista e os convidados distribuíram os presentes para o público.

 

 

Ressaltando as origens piauienses, Whindersson usou chapéu de couro e chegou a improvisar um aboio, canto tradicional dos vaqueiros nordestinos.

"O Piauí merece mais festivais, mais coisas grandes, mais coisas bonitas. Todo mundo aqui (se referindo aos artistas no palco)cancelou sua agenda e veio de graça", disse.

Whindersson também reforçou a acessibilidade no Festival GiraSol e comemorou os bons resultados da tecnologia MR, desenvolvida pela startup piauiense Tron, que permite a surdos "sentirem" as vibrações das ondas sonoras. O humorista é um dos investidores do projeto.

"É o festival da acessibilidade", destacou.

O show ainda contou com a participação do rapper cearense Arthuzinho, que também lançou uma música durante a apresentação.

 

 

 

Veja mais: 

Acácia abre shows do palco BR-Ó-BRO e “aquece” público para 2º dia do Festival GiraSol

Frejat toca clássicos, homenageia Tim Maia, Cazuza e defende "amor e paz" no Festival GiraSol

Whindersson ressalta amor pelo Piauí, abre show com aboio e destaca acessibilidade

Alma Roots leva reggae ao palco BR-Ó-BRO e faz público dançar no Festival GiraSol

Alceu Valença brinda público com sucessos e celebra a música nordestina

Duda Beat brinda público com seus principais hits no Festival GiraSol

 

Natanael Sousa
[email protected]

Imprimir