Cidadeverde.com
Esporte

Técnico do Del Valle elogia São Paulo e expôe tática pela taça: 'Fazendo-o errar'

Imprimir

A ambição é a tônica dos técnicos para a final da Copa Sul-Americana, neste sábado, entre São Paulo e Independiente Del Valle.

Rogério Ceni adiantou que não pretende deixar escapar o título e Martín Anselmi revelou que pretende entrar para a história do clube equatoriano levando a taça em cima de erros do time brasileiro, a quem definiu como "um dos maiores da América do Sul."

"O São Paulo é um time oito vezes mais velho que nós e, claro, com tantos anos de história, é sem dúvida um dos maiores da América do Sul. Ganhou a Libertadores e a Sul-Americana. Enfrentar uma equipe como eles nos leva aos nossos limites e adoramos o desafio de enfrentá-los", disse Anselmi.

O treinador argentino prevê muita dificuldade na decisão deste sábado, no estádio Mario Kempes, em Córboba, afirmou que os pais e a mulher já estão sofrendo por antecedência e tentará sair vencedor partindo para cima do São Paulo.

"O Independiente tem um modelo de propor o jogo e na final temos de provar contra os melhores. Vamos com essa ilusão", revelou. "O São Paulo experimentou vários sistemas e jogadores (na Sul-Americana). Mas ultimamente encontrou a equipe, que ataca e defende com muita gente. Vamos tentar propor o nosso jogo e a nossa intenção é fazer o rival errar."

Mesmo com minoria nas arquibancadas - o clube solicitou somente 1,5 mil ingressos -, Anselmi revela que o Independiente Del Valle entrará em campo para representar 17 milhões de torcedores

"Para nós é uma grande responsabilidade porque sendo uma equipe tão jovem, carregamos a bandeira equatoriana. Atrás de nós temos 17 milhões de torcedores que querem que levemos a Sul-Americana ao Equador", falou. "A história é escrita por quem ganha e nós queremos escrevê-la."

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir