Cidadeverde.com
Política

Médico Carlos Iglézias agradece, mas não aceitou ser presidente da FMS

Imprimir

O ex-diretor do Hospital Getúlio Vargas (HGV), médico Carlos Iglézias já comunicou ao prefeito Dr. Pessoa (Republicanos) que é incompatível o cargo de presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS) com os projetos que desenvolve atualmente. O médico agradeceu o prefeito por ter lembrado seu nome, mas em 2023 ele garantiu que irá continuar fazendo cirurgia, que é seu foco. 

Foto arquivo pessoal

Dr. Pessoa convidou Carlos Iglézias após o presidente da FMS, médico Gilberto Albuquerque pedir exoneração do cargo. Gilberto enfrenta uma crise com falta de recursos.

Carlos Iglézias é um dos cirurgiões mais respeitado do estado e continua atuando no HGV. Ele também faz cirurgias em hospitais privado e atendimento médico em  seu consultório.  

Iglesias é professor aposentado da Universidade Federal do Piauí (Ufpi) e do estado. 

O nome mais provável para assumir a FMS é do médico Paulo Márcio, um dos maiores cardiologistas do estado e superintendente do Hospital Universitário (HU). 

Dr. Pessoa continua dialogando com Gilberto Albuquerque para um processo de transição sem atrito e irá conversar também com o Sindicato dos Médicos. 

A Prefeitura de Teresina ainda não se posicionou oficialmente sobre o pedido de afastamento de Gilberto Albuquerque. 

 

Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir