Cidadeverde.com
Esporte

Palmeiras vence o Santos, encerra jejum e é campeão do Paulista feminino

Imprimir

 

O Palmeiras conquistou o título do Campeonato Paulista feminino depois de vencer o Santos por 2 a 1 no Allianz Parque nesta quarta-feira (21). Bia Zaneratto e Ary Borges confirmaram a taça ao Alviverde, que encerrou um longo jejum.

Depois de três anos de hegemonia do Corinthians, time com investimento mais antigo, o Paulistão mudou de campeão. O Palmeiras volta a ser campeão estadual feminino após 21 anos. O time encerra a campanha quase perfeita na competição com 15 jogos, 12 vitórias, dois empates e uma derrota.

Além do Paulistão, o Palmeiras também conquistou a Libertadores em outubro. Esse foi o segundo título estadual da história. O primeiro jogo havia sido 1 a 0 para o Palmeiras em Santo André. Um empate já daria o título à equipe alviverde.

A torcida prometeu ao longo da semana e cumpriu: ótimo público no Allianz Parque. Foram 20.071 pessoas presentes. É o recorde do clube no futebol feminino.

O Palmeiras começou melhor a partida e foi para cima, mas o Santos ajustou as linhas de marcação e logo se tornou mais perigoso. Foram três gols anulados só no primeiro tempo, dois para as Sereias e um das donas da casa.

O segundo tempo foi de muitos erros para os dois lados. O Santos reclamava da arbitragem, que deixava seguir mesmo com as faltas, enquanto o Palmeiras tentava segurar o ímpeto adversário. Foi em uma falha defensiva das Sereias que o time da casa marcou.

O Palmeiras ampliou a vantagem aproveitando o contra-ataque e os espaços do Santos. O Peixe tentou reagir e seguiu atacando, mas as mandantes foram segurando o jogo. No fim, nova vitória alviverde.

Antes da partida, Camilinha recebeu uma homenagem por alcançar 100 jogos com a camisa Alviverde. "Estou feliz demais por representar a Palmeiras."

O time campeão do Campeonato Paulista Feminino leva uma premiação de R$ 1 milhão, enquanto o vice de R$ 500 mil. Essa é a maior premiação da história do futebol feminino no Brasil. Os valores representam um aumento de 1757% em relação à edição de 2021.

O primeiro gol da partida saiu aos 21 minutos do segundo tempo. Depois de muitas tentativas, Bia Zaneratto marcou um golaço depois de ser lançada em velocidade. Giovanna Oliveira furou na hora de cortar e deixou a palmeirense no mano a mano com Tayla. Ela cortou a marcadora, driblou a goleira e abriu o placar.

Ary Borges confirmou a vitória palmeirense aos 31 minutos. A camisa 8 invadiu a área e chutou para a defesa de Camila Rodrigues, mas a bola desviou em Tayla e voltou para ela só empurrar para o gol. O Santos tentou reagir mesmo com a desvantagem e diminuiu aos 37 minutos, com Ketlen. Após cruzamento, ela subiu e cabeceou sem chances para a goleira.


Fonte: Folhapress

Imprimir