Cidadeverde.com
Geral

Bombeiro diz que estrutura de prédios próximos à explosão de restaurante não estão danificadas

Imprimir

As estruturas dos prédios próximos à explosão no restaurante na zona Leste de Teresina não estão danificadas. A afirmação foi dada pelo coronel José Veloso, relações públicas do Corpo de Bombeiros do Piauí, nesta quinta-feira (22). 

Segundo o coronel, após o acidente, muitas pessoas acionaram o Corpo de Bombeiros solicitando perícias dos danos causados por conta da explosão. No entanto, o coronel Veloso esclareceu que a atribuição do Corpo de Bombeiros é fazer a perícia do local do acidente. 

"No que diz respeito à segurança, não foi identificado [danos na estrutura]. O dano foi causado no momento do impacto. Então, o impacto destruiu e depois, vamos dizer assim, ele volta a toda normalidade", destacou o coronel Veloso. 

De acordo com o relações públicas do Corpo de Bombeiro, aqueles que ainda tiverem dúvidas podem acionar um engenheiro para fazer avaliação própria. 

"Recomendamos que você faça um registro fotográfico e registre um boletim de ocorrência para entrar com ação de danos contra o responsável ou o que houver necessidade. Se tiverem dúvidas em relação à rachadura ou fissura que posteriormente surgiram, podem contratar um engenheiro e fazer sua avaliação", acrescentou o coronel Veloso.  

Foto: Haroldo Fabrício / TV Cidade Verde

"Nunca tinha acontecido algo semelhante"

O relações públicas do Corpo de Bombeiros participou do trabalho da corporação nos destroços do restaurante e caracterizou o cenário como de guerra. “O impacto foi muito grande. O cenário foi destruidor, de guerra. A magnitude desse acidente foi ímpar. Nunca tinha acontecido algo semelhante em Teresina”, destacou o coronel. 

Veja também: Vídeo mostra momento de explosão em restaurante na zona Leste de Teresina

Explosão

Uma explosão de grandes proporções destruiu o restaurante Vasto, localizado na rua Professor Joca Viera, bairro Jockey, zona Leste de Teresina. O acidente aconteceu por volta das 6h30 desta quarta-feira (21). Dois vigilantes estavam dentro do estabelecimento no momento da explosão. Um deles teve ferimentos queimaduras de 2° grau e foi socorrido pelo SAMU. O outro vigilante não teve ferimentos e passa bem. 

A explosão teria acontecido no local onde funcionava a cozinha do restaurante, que pertence ao grupo Coco Bambu e foi inaugurado há menos de um mês. A causa ,segundo os bombeiros, possivelmente foi um vazamento de gás, mas uma perícia ainda deve ser realizada. 

 

Nataniel Lima e Bartolomeu Almeida
[email protected] 

Imprimir