Cidadeverde.com
Esporte

Pelé é homenageado com nome de estádios na Colômbia e Guiné-Bissau

Imprimir

Pelé, morto dia 29 aos 82 anos, vítima de um câncer no cólon, recebeu novas homenagens do mundo do futebol nesta quinta-feira. Colômbia e Guiné-Bissau anunciaram que o camisa 10 da seleção brasileira terá seu nome eternizado em dois estádios, um em cada país.

A iniciativa segue o pedido feito por Gianni Infantino e pela Fifa durante o velório do jogador nesta semana para que todos os países-membros da entidade batizem ao menos um estádio em cada país em homenagem ao Rei do Futebol. 

Nesta quarta-feira, Cabo Verde já havia anunciado que iria alterar o nome do Estádio Nacional de Cabo Verde, localizado em Praia, capital do país africano, para "Estádio Pelé".

Guiné-Bissau, nação africana lusófona, decidiu alterar o nome do Estádio da Rocha, localizado em Bafatá e utilizado pelo Sporting Clube de Bafatá, clube fundado em 1937 que compete na primeira divisão do campeonato nacional. Assim como Cabo Verde, ele passará a se chamar "Estádio Pelé".

A decisão em Guiné-Bissau foi tomada após uma reunião do conselho de ministros sob a presidência do chefe de Estado do país, Umaro Sissoco Embalo.

Na última semana, após o falecimento de Pelé, o presidente da Federação de Futebol Guiné-Bissau, Carlos Teixeira, enviou seus votos de condolências ao povo brasileiro e à CBF. 

"Pelé é hoje uma figura única no mundo. Todos sabem quem é Pelé, era uma figura planetária", afirmou.

Na Colômbia, Pelé será homenageado pela cidade de Villavicencio, que conta com mais de 500 mil habitantes. O Estádio Bello Horizonte, popularmente conhecido como Macal, em homenagem ao prefeito da cidade em 1958, passará a se chamar "Estádio Bello Horizonte Rey Pelé".

A instalação é casa do Llaneros, equipe da segunda divisão colombiana, e tem capacidade para 15 mil torcedores.

Juan Guillermo Zuluaga, governador de Meta, departamento do qual a cidade faz a parte, anunciou a mudança por meio de suas redes sociais. 

"Da planície colombiana anunciamos ao mundo que nosso belo estádio em Villavicencio se chamará Bello Horizonte ‘Rey Pelé’. As futuras gerações devem saber quem foi esse ícone do futebol mundial. Acatamos a sugestão da Fifa", disse o político.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir