Cidadeverde.com
Geral

Piauí tem alerta de chuva para 155 municípios; Defesa Civil monitora áreas de risco

Imprimir

 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de chuvas intensas para 155 municípios do Piauí. A Defesa Civil informou que já está monitorando as áreas de riscos, após a Chesf aumentar a vazão da barragem de Boa Esperança.

O alerta segue até as 10h de terça-feira (17), quando será emitido um novo boletim pelo Instituto. A previsão é de chuvas para os municípios localizados na região Norte e Centro-Norte do estado.

São 34 municípios em alerta laranja, concentrado na região do extremo Norte, com possibilidades de chuvas entre 30 até 100 mm/dia e ventos intensos de até 100 km/h. 

Já os demais 121 municípios estão em alerta amarelo, com possibilidade de chuva entre 20 a 50mm/dia e ventos de até 60 km/h.

Foto: Inmet

Defesa Civil em alerta

A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) informou na última sexta-feira (13) que aumentou a vazão da barragem de Boa Esperança para 600 metros cúbicos por segundo devido as chuvas. Antes a vazão girava em torno de 350 metros cúbicos por segundo. 

A secretária estadual de Defesa Civil, Norma Sueli Nogueira, se reuniu com os assessores e técnicos do órgão, que decidiram fazer um monitoramento das áreas de risco. 

“Tão logo recebemos as notícias veiculadas acerca da liberação das águas da barragem de Boa Esperança e do aumento das chuvas, fizemos uma reunião em caráter emergencial com o intuito de realizar um planejamento e estabelecer ações imediatas com o intuito de minimizar os riscos para a população”, explicou a secretária.

Segundo Norma Sueli, nesta segunda-feira e na terça-feira, equipes vão passar por municípios da região Norte para realizar esse monitoramento. 

“Designamos uma equipe de técnicos da secretaria, engenheiros, para visitar as áreas de risco, no momento eles estão em Luzilândia com a defesa civil do município. Eles farão essa visita à Luzilândia, em seguida a Barras, e outros municípios,  e devem retornar amanhã, onde devemos ter mais informações”, afirmou.

A liberação das águas da barragem é um procedimento rotineiro no mês de janeiro, devido ao aumento das chuvas na região. O objetivo é conter a elevação de armazenamento do reservatório. Segundo informações da Chesf, na sexta-feira (13), o volume da Barragem era de 64% abaixo do volume de espera estabelecido para o período, que é de 68%. 


Bárbara Rodrigues e Déborah Radassi
[email protected]

Imprimir