Cidadeverde.com
Esporte

Diretoria do River fala em construir estádio próprio caso do clube volte ao cenário nacional

Imprimir

Os últimos anos tem sido difícil para os torcedores Riverinos. Tanto dentro como fora de campo as noticias quase sempre apontam problemas e falta de resultados. Porém para 2023 a diretoria do clube se uniu após muitas divergências politicas e os ‘presidentes’ dividiram funções para tentar recolocar o River no cenário de protagonismo no futebol piauiense. Em entrevista exclusiva ao Cidade Verde Esportes os diretores falaram sobre esse 'novo River'. O Galo Carijó estreou no Piauiense 2023 com empate diante o 4 de Julho por 1 a 1 no último domingo (15) e entra em campo logo mais para confronto contra o Altos, às 19h, no Albertão. 

“Na verdade, unimos a diretoria e distribuímos responsabilidades. Até porque o Genivaldo (Campelo) além do excelente trabalho que ele fez é o vice-presidente do clube e então fizemos essa parceria de trabalho de dividir atribuições com ele cuidando do profissional e nos estamos reestruturando a base, mas mesmo assim estamos unindo em prol comum que é alavancar o River, ser campeão piauiense e fazer o River voltar a ser campeão e voltar patamar que ele pertence que é ser o 1°”, pontuou o presidente do River, Ítalo Rodrigues. 

Com essa divisão entre categoria de base e elenco profissional os dois estão trabalhando, mas ao mesmo tempo cientes de que a base do Tricolor Piauiense tem muito valor. Passando pelos irmãos Gean e Isaac Rodrigues que hoje estão em grandes clubes e caso de negociação maior parte do valor irá aos cofres do clube piauiense, até chegar no garoto Matheusinho, de 19 anos, que saiu do banco de reservas para empatar o jogo em Piripiri na estreia do River no Estadual. 

“Eu sei que é cansativo para um presidente administrar um clube por dois, três anos e foi aí que me apeguei ao ítalo pelo sofrimento dele, pois eu passei por isso também. Começamos o trabalho antes na contratação de atletas e vendo atletas e estamos em busca ainda, mas como vocês puderam ver que a base é algo que a gente precisa, o gol (contra o 4 de Julho) veio de um atleta da base”, explicou Genivaldo Campelo, vice-presidente do Galo Carijó. 

Foto: Jackson Nunes/RAC

Outro ponto que os atuais gestores do River destacaram foi o projeto para construção de um estádio próprio do River. De acordo com Genivaldo e Ítalo Rodrigues a ideia toda está no papel já, mas depende também de o clube viver uma melhor fase e o início dessa reestruturação física para construção do estádio próprio passa pelo título Piauiense desse ano ou pelo menos a garantia das vagas nacionais. 

“Deixar de depender de laudos e situações no Lindolfo e Albertão. Apenas em caso de grandes jogos levar para o nosso gigante. Saindo esses resultados, sendo campeão e conseguindo vagas nacionais começamos a trabalhar nisso já”, afirmou Genivaldo. 

Foto: Clemilton Silva

O River entra em campo hoje (18), às 19h, quando recebe o Altos, no estádio Albertão. O jogo será válido pela 3ª rodada do Campeonato Piauiense. 

 

 


Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir