Cidadeverde.com
Esporte

Jornal argentino afirma: Riquelme não quer o Corinthians

Imprimir
O diretor de marketing do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg, e o presidente do clube, Andrés Sanchez, adotaram postura mais cautelosa nesta quinta-feira em relação à possível contratação de Riquelme para a Libertadores da América de 2010. E fizeram muito bem.

Em reportagem publicada pelo diário argentino Olé, uma fonte ligada ao camisa 10 do Boca Juniors - e não identificada pela publicação -, revelou que Riquelme não se deixará seduzir pela proposta corintiana (que beira US$ 2,5 milhões por ano em um contrato de três temporadas) - e seguirá envergando a camisa dos Xeneizes.



"Quando chegar o momento de renovar seu contrato, o Román irá se adaptar ao que o clube pode pagar e seguirá no Boca Juniors", diz a pessoa próxima ao atleta, praticamente repetindo o que Riquelme vem dizendo sempre que é questionado a respeito do assunto.

"Prometi ao Pedro (Pompillo, presidente do Boca) que jogaria de graça até junho e vou cumprir", reforçou Riquelme, que não receberá um centavo do clube de coração de Diego Maradona até o fim de seu vínculo atual, na metade de 2010.

Se dentro de campo Riquelme vem sendo cobiçado pelo Corinthians, longe das quatro linhas o craque do Boca Juniors parece andar meio fora de forma. Pelo menos é isso o que retrata uma reportagem do Diário Uno nesta quinta-feira.

Segundo o periódio, a ex-noiva do jogador, Melina Johana Nicolas, terminou o relacionamento com o camisa 10 do Boca Juniors por um motivo inusitado: o craque se recusava a 'entrar em campo'.

"Fomos noivos por quatro meses no ano passado, mas terminei com o Riquelme, pois eu queria sexo toda hora e ele não", disparou a loira. "Eu estava apaixonada e isso doeu muito em mim, mas ele teve que me deixar, pois não me dava todo o sexo que eu queria", repetiu.

Fonte: IG
Tags:
Imprimir