Cidadeverde.com

Piauí registra dois novos casos de microcefalia e investiga relação com zika vírus


Imagem ilustrativa

O Comitê de Operações de Emergências em Saúde Pública do Piauí registrou, neste fim de semana, dois novos casos de microcefalia no Estado. As autoridades em saúde irão investigar se o novos registros possuem relação com o zika vírus. 

Os dois novos casos são de bebês nascidos no interior do Piauí, um deles em Oeiras - 313 quilômetros ao Sul de Teresina. Com isso, chega a 38 o número de bebês nascidos com a má formação em 2015 no Estado - quatro vezes mais que o registrado normalmente.

A maternidade Evangelina Rosa, em Teresina, centraliza o registro dos casos na capital. Lá foi instalado o centro de referência em microcefalia, que deve atender cinco pacientes por semana, através de agendamento. 

Mas os casos também podem ser verificados no interior. Miriane Araújo, gerente de Vigilância em Saúde, informou que os maiores centros, como Picos e Parnaíba, devem fazer a investigação sem a necessidade de encaminhar os casos para o centro de microcefalia em Teresina.

A dona de casa Domingas da Cruz está preocupada com sua gravidez. Ela garante seguir todas as recomendações dos médicos, como uso de repelentes e ações para evitar o mosquito transmissor do vírus. 

Já Daylane Ferreira tem outra preocupação: cuidar da filha que nasceu com microcefalia. "Jesus só manda aquela coisa forte para quem consegue sustentar. Eu tenho bastante paciência, amo ela demias, acima de qualquer coisa."

reportagem de Egídio Brito (TV Cidade Verde)
redacao@cidadeverde.com