Cidadeverde.com

Cidades do PI criam código para multar locais com foco do Aedes

FOTO: Wilson Filho / Cidadeverde.com

O enfermeiro e diretor da Unidade de Vigilância e Atenção à Saúde da Sesapi, Hérlon Guimarães, explicou que a maioria dos casos de microcefalia registros no Piauí é da região Norte do Estado - entre Teresina e o litoral. O Piauí já notificou 62 casos da doença, espalhados em 25 cidades. Como medida de combate ao mosquito transmissor do vírus zika, alguns municípios estão elaborando um código sanitário para poder multar proprietários de terrenos ou casas que concentram focos de larvas.

"Ainda não temos uma explicação que mostre o motivo de o Norte do Piauí ter mais casos. Não encontramos essa ligação, mas, por outro lado, isso chama a atenção da Vigilância de Saúde para intensificar o combate nessa região. Essa semana nos reunimos com gestores, prefeitos e secretários de Saúde e pedimos apoio para o plano de contigência e combate ao mosquito", declarou Hérlon, em entrevista do Jornal do Piauí desta quinta-feira (14).

Dos 62 casos, 28 foram registrados em Teresina. Segundo o diretor da Sesapi, ainda não existe óbito no Estado relacionado à microcefalia. "A confirmação de relação entre o zika vírus, transmitido pelo Aedes aegypti, e a microcefalia se deu após o exame de um bebê que morreu no Ceará, mas geralmente a microcefalia não está relacionada à morte. São crianças que vão crescer com limitações intelectuais e de mobilidade e isso vai causar prejuízo à nação. Mas é importante observar que há outros aspectos que causam microcefalia, como drogas, bebidas e genética", completou o diretor.

Hérlon acrescentou que em 2015 o Piauí conseguiu reduzir os registros de dengue (outra doença cujo mosquito Aedes aegypti é o vetor), mas frisou que é importante eliminar de vez o inseto, para evitar a disseminação de 22 vírus que ele pode transmitir. "São quase 30 anos com esse assunto. Precisamos eliminar o mosquito. Não adianta criar um plano no papel, se cada um não fizer sua parte", alertou.

Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com