Cidadeverde.com

Mobilização nacional: Exército atuará em oito cidades do PI contra o Aedes aegypti

O Piauí será um dos Estados do país a contar com o apoio das Forças Armadas no combate ao mosquito transmissor do zika vírus, doença associada ao recentes casos de microcefalia em bebês. A partir do próximo dia 13, homens do Exército farão a inspeção de imóveis nas cidades de Bom Jesus, Piripiri, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Floriano, Canto do Buriti e Teresina, totalizando oito municípios. 

"O dia 13 será de mobilização nacional, para chamar atenção das pessoas sob a responsabilidade de combate do mosquito Aedes aegypti. Infelizmente, ainda ouvimos pessoas falando que não vão se preocupar porque não estão gestantes, mas isso não é um problema só para quem está grávida. Não adianta os municípios, estados e agora o mundo fazerem planos emergenciais se cada um não fizer sua parte", disse o diretor da Unidade de Vigilância e Atenção à Saúde, Herlon Guimarães, em entrevista ao Notícia da Manhã, nesta terça-feira (02). 

Ele salienta que a ação ocorrerá, simultaneamente,  em 356 municípios de todo o país, com equipes do Exército, Aeronáutica e Marinha. Cerca de 220 mil homens das Forças Armadas foram convocados para a missão. 

No Piauí, de outubro de 2015 a janeiro de 2016, foram confirmados 91 casos de bebês com microcefalia em decorrência do zika vírus. Em todo o país, os casos ultrapassam 4.100 registros. Um novo boletim epidemiológico será divulgado nesta terça-feira (02). 

OMS declara emergência mundial após aumento das infecções por zika vírus

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta segunda-feira (1º) "situação de emergência em saúde pública de interesse internacional" em razão do aumento de casos de infecção pelo vírus zika identificados em diversos países e de uma possível relação da doença com quadros registrados de malformação congênita e síndromes neurológicas.A decisão foi tomada após reunião de um comitê de emergência em Genebra, convocado pela entidade na última sexta-feira (29) para tratar do assunto.

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com