Cidadeverde.com

Maternidade confirma que bebê com hidrocefalia foi abandonado ao nascer

Foto: Gazeta do Povo

A direção da Maternidade Dona Evangelina Rosa negou que uma mãe tenha abandonado um bebê com microcefalia na manhã desta segunda-feira (29), fato que havia sido confirmado pela imprensa nacional.

O diretor da instituição, o obstetra José Brito, confirmou o abandono de uma criança, mas não com microcefalia, e sim com hidrocefalia, que é um inchaço cerebral. "Já acionei o Conselho Tutelar e o bebê está sob os nossos cuidados. Ele foi diagnosticado com hidrocefalia, que é conhecido como 'cabeça grande', e iremos colocar uma válvula para drenar o líquido", esclareceu o gestor.

A criança está internada na ala D e realmente foi abandonado pela mãe. Hoje o bebê tem cinco meses de vida. "Não temos nenhuma mãe que abandonou o filho com microcefalia, graças a Deus", ponderou o diretor.

A maternidade Dona Evangelina Rosa tem um centro de referência em microcefalia, que acompanha tanto as mães, como as crianças que nasceram com a condição. 

Segundo o último boletim do Ministério da Saúde, divulgado no último dia 23, o Piauí tem 127 casos notificados de microcefalia, sendo que em 32 já foi confirmada a relação com o zika vírus e 81 estão em investigação. Do total, apenas 14 foram descartados quanto à relação com a zika. 

Em todo o Brasil, são 4.107 casos em investigação. Exames já confirmaram a relação com o Zika em 583 bebês com microcefalia. Em outros 950 recém-nascidos, a ligação foi descartada. 

Yala Sena e Jordana Cury
redacao@cidadeverde.com