Cidadeverde.com

Governo leva serviços e ações para comunidade Quilombola em São Raimundo Nonato

Moradores das 119 comunidades quilombolas que fazem parte dos 12 núcleos do Território Lagoas participaram, na última sexta-feira (13), do Dia de Cidadania, coordenado pela Vice-governadoria com o apoio de outros órgãos estaduais, da prefeitura e da Câmara Municipal de São Raimundo Nonato. A maior procura foi pela emissão da carteira de identidade com 200 atendimentos realizados na comunidade Lagoa das Emas.

A vice-governadora Regina Sousa disse que o objetivo do projeto Resgate Social é levar os serviços e ações do Governo às comunidades mais distantes. E são oferecidos emissão de documentos, serviços de beleza e atendimentos na área de saúde. ” A identidade é o mais procurado porque agora tem renovar a cada 10 anos. Mas também ajudamos a elevar a autoestima com os serviços de beleza.”

A prefeita de Carmelita Castro elogiou o trabalho da vice-governadora Regina Sousa em proporcionar aos moradores de comunidades distantes diversos tipos de atendimentos. “Além de levar os serviços, a vice-governadora vai também às comunidades. Isso é muito importante”, diz.

A prefeitura foi parceira do evento disponibilizando profissional de saúde. O vice-prefeito Beto Macedo esteve presente e também elogiou o trabalho da vice-governadora.

O pedido para realizar a ação na comunidade Lagoa das Emas foi feito à vice-governadora pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Eumadeus Pereira. Ele explicou que conhece as demandas dos moradores e eles têm dificuldade de deslocamento para a sede do município.

Naildes Marques dos Santos, da comunidade Quilombola Lagoa das Emas, disse que levou o pedido para a Câmara Municipal porque é muito difícil conseguir “tirar” carteira de identidade nas comunidades e o Dia de Cidadania facilitou a vida de todos.
Manoel Aragão Ribeiro, 60 anos, morador da comunidade Lagoa dos Prazeres, disse que há muito tempo queria renovar a carteira de identidade, mas não tinha oportunidade. E aproveitou o Dia de Cidadania para conseguir o documento novo juntamente com outras 200 pessoas que saíram da Igreja Sagrado Coração de Maria com nova carteira de identidade.

Consultas e testes rápidos de hanseníase, leucemia e glicose e ainda aferição de pressão foram oferecidos à comunidade. A agricultora Lucidalva de Jesus Ferreira descobriu que tem pressão alta e agradeceu a oportunidade e disse que se não fosse pelo serviço oferecido na sua comunidade dificilmente saberia que tem esse problema de saúde.

Além das Secretarias de Saúde, Segurança, a de Assistência Social, a coordenadoria de Trabalho e Direitos Humanos também participou da ação com serviços de beleza e pintura de rosto em crianças que foram realizados na Unidade Escolar José Pereira Bons Olhos.

 

[email protected]