Cidadeverde.com

Com 90% dos leitos ocupados, governo manda médicos e equipamentos para São Raimundo

O governador Wellington Dias (PT) anunciou neste sábado (07) reforço na saúde de São Raimundo Nonato. O município enfrenta constante lotação dos leitos de  UTI para tratamento de pacientes com a covid-19. Segundo a Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi), dos 15 leitos ofertados no Hospital Regional Senador Candido Ferraz, 13 estão ocupados. Dos 20 leitos clínicos, 11 estão com pacientes.

Wellington Dias autorizou novos monitores, respiradores e ambulâncias equipadas para atender pacientes diagnosticados com covid-19. Todos os equipamentos irão para o Hospital Regional Senador Cândido Ferraz.

“Deslocamos para região mais respiradores e monitores. São cinco novos leitos com seis monitores, sete ventiladores e uma torre de videolaparoscopia, além do suporte de profissionais e ambulâncias equipadas. Estamos unindo esforços, Estado e Município para poder dar todo suporte aos piauienses da região sul”, garantiu o chefe do executivo estadual.

Segundo o governador, equipes de profissionais de Floriano como fisioterapeutas e médicos intensivistas também serão deslocados para São Raimundo. “Eles vão somar trabalho junto aos heróis e heroínas da saúde do Hospital de São Raimundo Nonato e da UPA do município. Tudo é resultado de um trabalho liderado pelo secretário de Saúde, Florentino Neto e da prefeita Carmelita Castro, que faz um intenso esforço pelo município”, disse.

Foto: Roberta Aline

O governador destacou ainda a importância da continuidade do enfrentamento ao coronavírus. “Precisamos continuar com as medidas de higiene, distanciamento para reduzirmos a transmissibilidade, reduzir o adoecimento. O programa Busca Ativa tem nos ajudado nesse importante trabalho de identificação de novos casos com a testagem para garantir o cuidado e tratamento cedo, isso é fundamental”, comentou.

O superintendente de Atenção da Rede de Média e Alta Complexidade, Alderico Tavares, explicou que os equipamentos são de última geração e que farão grande diferença na qualidade de atendimento da população. “Iremos a São Raimundo Nonato com um olhar técnico para ajudar a unidade, além de começar o suporte de médicos intensivos, que já foi autorizado pelo secretário Florentino Neto, que irão auxiliar os profissionais da região”, explicou o superintendente.

Hérlon Moraes (Com informações da Ccom)
[email protected]