Cidadeverde.com

Pastora de 35 anos morre após complicações da covid-19

Foto: Redes sociais

A pastora evangélica Carla Íris Ramos, de 35 anos, da Igreja das Nações de São Raimundo Nonato, morreu na noite do domingo (25) após complicações ocasionadas pela covid-19. Ela estava internada há cerca de um mês na maternidade Evangelina Rosa, em Teresina. 

A pastora, que estava grávida, contraiu covid-19 e chegou a ser internada em um hospital de São Raimundo Nonato. Após apresentar uma piora no quadro, ela precisou ser transferida para Teresina, onde acabou passando por um parto prematuro. O bebê passa bem e já recebeu alta. 

Após passar semanas internada, Carla Íris acabou não resistindo às complicações ocasionadas pela covid-19


Por meio de nota publicada nas redes sociais, a prefeitura de São Raimundo Nonato lamentou o falecimento da pastora. "Nesse momento de dor pedimos a Deus que conforte o coração dos amigos e familiares de Carla Íris", diz um trecho da nota.

Ainda nas redes sociais, amigos e membros da igreja que Carla Íris liderava lamentaram o falecimento  e destacaram o trabalho realizado por ela nos últimos anos. 

O corpo da pastora foi sepultado nesta segunda-feira(26), em São Raimundo Nonato. 

 

A Maternidade Dona Evangelina Rosa (Mder) se manifestou por meio de nota: 


A paciente Carla Iris Ramos deu entrada na Maternidade dona Evangelina Rosa, proveniente de São Raimundo Nonato, no dia 30/06 ,já estado grave, 50% do pulmão comprometido e com uso de ventilação mecânica. Ficou na Unidade de Terapia Intensiva ( UTI) Covid desta unidade hospitalar.

No dia 1° de julho foi feita a cesárea. Recém nascido  foi à UTI neonatal, mas evoluiu e já teve alta hospitalar.

A paciente, mesmo sem ter mais a infecção, não resistiu veio às óbito no último domingo (25) devido às severas complicações da Covid-19.

A Mder se solidariza com familiares, amigos (a) e conterrâneos ( as) da paciente.

 

Natanael Souza
[email protected]