Cidadeverde.com

Delegado que atuava em São Raimundo Nonato é transferido

O delegado-geral da Polícia Civil do Estado do Piauí, James Guerra, transferiu o delegado Leonardo Barreto, que atuava na cidade de São Raimundo Nonato. Barreto, durante o tempo em que esteve em São Raimundo, fora contestado por advogados da região, que fizeram denúncias junto a OAB-PI questionando as vultosas fianças arbitradas pelo delegado, práticas estas que inviabilizavam a soltura dos detidos.

Foto: São Raimundo.com

No mês de fevereiro, o presidente da OAB-PI, Sigifroi Moreno Filho, esteve em São Raimundo a fim de apurar denúncias feitas à Comissão de Prerrogativas dos Advogados da subseção daquele município. Numa das denúncias, o advogado Pedro Ribeiro Mendes relata que, na segunda de carnaval, foi preso e algemado por policiais militares, colocado na caçamba de uma caminhonete e exposto na principal avenida da cidade, sendo posteriormente detido no Distrito Policial.

“Mesmo me identificando como advogado, eles (os PMs) me algemaram, me colocaram na caçamba da viatura e ficaram subindo e descendo as avenidas da cidade. Também fui várias vezes xingado pelos policiais”, relatou Pedro, à época do episódio.


Na viagem a São Raimundo, Sigifroi Moreno procurou o capitão J. Soares, no 11º Batalhão da PM, que não estava na cidade. Em seguida, conversou com Leonardo Barreto e ouviu a versão da Polícia Civil sobre o caso. Após o episódio, a OAB-PI formalizou representação às corregedorias da PM e da Policia Civil.

De acordo com o presidente da Subsecção de São Raimundo Nonato, Pedro de Alcântara Ribeiro, a transferência do delegado trouxe um sentimento de alívio para os advogados da região e para a sociedade. “A intervenção da OAB-PI foi de extrema importância para nós, pois vimos serem respeitadas as prerrogativas dos advogados. Os cidadãos também ganham com isso, uma vez que era recorrente a denúncia de cobranças de fianças de forma arbitrária”, pontuou Pedro.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com