Cidadeverde.com

Governador faz voo teste para Serra da Capivara e anuncia federalização do aeroporto

  • voo12.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo10.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo91.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo81.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo71.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo61.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo51.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo41.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo31.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo21.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo1.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • wd1.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo9.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo8.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo7.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo6.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo5.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo4.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo3.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo2.jpg Wilson Filho e Yala Sena
  • voo1-i.jpg Wilson Filho e Yala Sena

O governador Wellington Dias (PT) participou, na tarde desta quarta-feira (26), do voo teste da empresa aérea Piquiatuba para o município de São Raimundo Nonato. A viagem durou uma hora e cinco minutos e foi comemorada pelo chefe do Executivo e os 28 passageiros que integraram a sua comitiva. O desembarque aconteceu às 15h no aeroporto Serra da Capivara. O avião usado pela empresa é um Embraer com capacidade para 30 pessoas.

Segundo Wellington Dias, o voo é um fato histórico bastante esperado pelo Piauí. Ele garantiu que a primeira viagem comercial deve acontecer no prazo máximo de 40 dias. Ao desembarcar, o governador anunciou a federalização do aeroporto. “Provavelmente os voos comerciais começam no final de setembro ou início de outubro”, disse.

O governador afirmou também que está em seus planos voltar a realizar o Festival Interartes com o objetivo de incentivar o turismo e a cultura na região.

Quando estiver em pleno funcionamento, o voo da Piquiatuba sairá de Teresina, com escala em Floriano e destino final no Piauí a cidade de São Raimundo Nonato. De lá, a aeronave segue para Luís Eduardo Magalhães, na Bahia. De acordo com o governador, assim que os voos começarem haverá atração de outras empresas para explorar a mesma rota.

"A SETE e Azul estão interessadas em voos para São Raimundo Nonato e que a ideia é ajudar em alguns aspectos”, declarou.

Casa de Passageiros

A Secretaria de Infraestrutura, Janaina Marques, disse que foi investido R$ 10 milhões na Casa de Passageiros e que a previsão é que a inauguração acontecerá em outubro, durante as comemorações pelo aniversário do Piauí.

"É uma alegria fazer esse voo teste. É um momento bastante esperado por todos nós. Vamos liberar recursos para a revitalização do centro histórico de São Raimundo Nonato e R$ 1,6 milhão para investimento em drenagem”, disse.

O aeroporto começou a ser construído em 2009 e será administrado pela empresa Esaero. A pista possui 1.650 metros. 

Desembarque e protestos

Wellington Dias foi recebido em São Raimundo Nonato com protestos de professores da Universidade Estadual do Piauí. Segundo o Judson Jorge da Silva, professor de geografia, há uma carência de profissionais na instituição. Segundo ele, dos 40 professores só 12 são efetivos. O governador se comprometeu em falar com o reitor da Uespi para tentar solucionar os problemas.

Participaram do voo os secretários Franzé Silva (Administração), Merlong Solano (Governo), João Rodrigues (Comunicação), Guilhermano Pires (Transporte), Janaina Marques (Infraestrutura), Flavio Nogueira (Turismo) e os deputados estaduais Fábio Novo e Edson Ferreira, dentre outros.

 

Yala Sena (flash de São Raimundo Nonato)
Hérlon Moraes (da Redação)
redacao@cidadeverde.com