Cidadeverde.com

Sem voos, aeroporto de São Raimundo Nonato continua parado

Após cinco meses da entrega da obra, o aeroporto internacional de São Raimundo Nonato ainda está sem receber voos, mesmo com a autorização da Agência de Aviação Civil (ANAC). A pesar do Estado oferecer isenção de impostos, a maioria das companhias aéreas não têm demonstrado interesse em operar no trecho e afirmam que não há demanda de passageiros. 

"Existe uma empresa que solicitou o horário de transporte- autorização para fazer voos junto à Anac, que deve fazer uma vistoria da rota com essa empresa nos próximos 15 dias. Tudo ocorrendo normalmente, com esse subsídios oferecidos pelo Governo, esperamos conseguir em um menor espaço de tempo possível viabilizar essa rota com essa empresa aérea", disse Guilhermano Pires, secretário estadual de Transportes.

O aeroporto demorou mais de dez anos para ser concluído e custou R$ 18 milhões aos cofres públicos. Mensalmente são gastos R$ 150 mil para a manutenção.

A ausência de voos dificulta o acesso de turistas à Serra da Capivara, situada no município, distante 517 km de Teresina, e considerada patrimônio cultural da humanidade. O local briga cerca de mil sítios arqueológicos, com registros pré-históricos de até 28 mil anos e que passa atualmente por problemas relacionados à manutenção.

"O povo de Teresina ainda não criou a cultura de conhecer a Serra da Capivara, a Fundação do Homem Americano, que são lindíssimos e patrimônios da Unesco. Temos que fazer a nossa parte, valorizando o que é nosso, viabilizando economicamente a região, criando melhores condições para turistas brasileiros e estrangeiros", defende o secretário. 

 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com