Cidadeverde.com

Ministro da Cultura chega ao Piauí para assinar gestão compartilhada na Serra da Capivara

Fotos: Benonias Cardoso

O ministro da Cultura, Roberto Freire, já se encontra em São Raimundo Nonato e foi recepcionado pela arqueóloga Niède Guidon e pela vice-governadora Margarete Coelho. 

O ministro desembargou no aeroporto da cidade por volta das 10h10. No Piauí, Roberto Freire vai visitar o Museu do Homem Americano, a Pedra Furada e assina termo de cooperação técnica para gestão compartilhada entre União, Estado e Município.

 

Atualizada às 12h20

O ministro da Cultura, Roberto Freire, estará em São Raimundo Nonato, nesta quarta-feira (25), realizar agenda oficial com o governador Wellington Dias e a vice-governadora Margarete Coelho. O objetivo dessa visita é dialogar sobre a importância da gestão compartilhada do Parque Nacional da Serra da Capivara. Na oportunidade, será assinada a minuta de acordo de cooperação para a gestão do Parque.

A gestão deve ser compartilhada entre o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); a Secretaria de Biodiversidade e Florestas o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); e a Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM).

Segundo Kátia Bogéa, presidente do Iphan, é um desafio montar uma gestão compartilhada onde se possam dividir as responsabilidades e somar os esforços em benefício do patrimônio mundial e de sua preservação, que é um dever de todos. 

“É um Parque natural, mas que tem um conjunto muito importante de patrimônio arqueológico, além de ser um patrimônio mundial, que envolve a responsabilidade de muitos. Estão chegando o ministro da Cultura, Roberto Freire e o presidente do Instituto Brasileiro de Museus e representantes do BNDES, que vêm discutir sobre a implantação de um museu voltado para a natureza, ou seja, todos os equipamentos que busquem a melhor gestão do Parque para que possa atrair um número cada vez maior de visitantes", declarou.   

Para Niéde Guidon, arqueóloga e presidente da Fundham, a medida é vista como solução para evitar crise financeira do Parque. “Agora vamos organizar tudo para que juntos com o ICMbio, Iphan e a fundação possamos garantir a conservação desse patrimônio, sobretudo da manutenção dessa estrutura do parque, que é uma coisa única, considerada pela Unesco como uma das melhores", ressaltou. 

A arqueóloga acrescentou: "Juntos vamos lutar para a Serra da Capivara realmente chegar onde ela quer chegar, como atrativo turístico, e trazer recursos para a região para que não tenhamos mais essa situação de necessidades, da seca e falta de recursos, pois única esperança para essa região é a Serra da Capivara”, afirmou.

Já a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho, pontua esse evento como um marco na gestão do Parque. “O Parque Nacional da Serra da Capivara é administrado pela Fundham através de um termo de parceria feito com o ICMBio, que é o órgão responsável pela gestão do local. Outros parceiros têm intervido também na gestão como próprio Iphan e o governo do estado do Piauí, que são parcerias necessárias para que o Parque ganhe a importância que ele tem. Além disso, estamos trazendo também os municípios do entorno desse nosso patrimônio para essa discussão. Nós teremos aqui o governador Wellington Dias, o ministro da Cultura e todos os atores para discutir a consolidação do Parque”, pontuou.


Da redação 
redacao@cidadeverde.com