Cidadeverde.com

Duas aeronaves combatem incêndio na região da Serra da Capivara

  • capivara8.jpg
  • capivara7.jpg
  • capivara6.jpg
  • capivara5.jpg
  • capivara4.jpg
  • capivara3.jpg
  • capivara2.jpg
  • capivara.jpg

Os brigadistas da Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) informaram ao Cidadeverde.com que novos focos de incêndios voltaram a preocupar ao redor do Parque Nacional Serra da Capivara agora por volta das 13h. 

O fogo já estava controlado, mas o clima seco e quente está favorecendo novos incêndios.  As duas aeronaves continuam atuando na região.   

Atualizada às 12h

Duas aeronaves já estão em São Raimundo Nonato ( a 517 km de Teresina) para combater  o incêndio que já dura deste ontem (22) na região do Parque Nacional Serra da Capivara. O fogo teve início fora do parque - na região da Serra do Gringo - mas conseguiu chegar em trechos do Baixão das Andorinhas. 

 A arqueóloga Niède Guidon informou ao Cidadeverde.com que o incêndio foi contido na madrugada deste domingo, mas devido a ventos fortes houveram novos focos de incêndios.

"O incêndio foi controlado, mas ainda tem muita fumaça e como está muito seco e ventos fortes ainda têm focos de incêndios. O fogo no Baixão das Andorinhas foi controlado, mas é preciso apagar tudo", informou Niède Guidon, que ainda não sabe precisar os prejuízos.

O Baixão das Andorinhas é uma região mais distantes da sede do Parque. Lá, o visitante, quando consegue chegar, assiste uma dos espetáculos mais bonitos da natureza. Todos os dias, no final da tarde, centenas de andorinhas descem em voos rasantes para dormir na caverna que existe no local. 

Mais de 50 brigadistas de São Raimundo Nonato e Caracol trabalham no incêndio. Mais de 90% do fogo foi contido. Foram convocados também brigadistas do Maranhão. 

O local é de difícil acesso e por isso é necessário a presença das aeronaves. 

Carros-pipas estão no aeroporto para abastecer as aeronaves que sobrevoam jogando água nos focos de incêndios. 

Segundo a coordenadora Regional do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ana Célia Coelho, a prioridades é conter os focos de incêndios. Ele informou que o presidente nacional do ICMbio, Ricardo Soavinski, ligou para a gerência no Estado e determinou prioridade as ações na Serra da Capivara. A preocupação do presidente é não chegar a situação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Góias, que o fogo já destruiu 35 mil hectares. 

 

Flash Yala Sena

yalasena@cidadeverde.com