Cidadeverde.com

Marcha das Margaridas reúne mais de 600 agricultores do Extremo-Sul em Corrente

A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Piauí (FETAG-PI), sindicatos e movimentos sociais participaram nesta sexta-feira (22) do Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência. Em Corrente, Extremo-Sul do Estado, sindicatos do Polo Sindical de Curimatá, pouco mais de 600 mulheres trabalhadoras rurais unidas e organizadas foram as ruas em defesa da Previdência e da Medida Provisória (MP) 871/2019, durante a Marcha das Margaridas Regional.

“Hoje é o dia ‘D’ e é por isso que estas mulheres que compõem os 14 sindicatos do Polo de Curimatá estão nas ruas reivindicando seus direitos, porque somos contra a reforma da previdência na situação que estão querendo aprovar”, disse o Coordenador do polo, Simão Reinaldo.

O ato teve início nas primeiras horas do dia com uma concentração em frente o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de Corrente. Em seguida a Polícia Militar escoltou a multidão que seguiu em caminhada pacífica com faixas, cartazes e palavras de ordens pelas principais avenidas da cidade.

“Reforma da morte”, disse a Secretária de Formação e Organização Sindical da FETAG-PI, Mazé Ribeiro. “Primeiro dizer que as ‘Margaridas’ do Polo de Curimatá são contra a reforma da previdência da maneira que estão apresentando, porque somos nós as mulheres, as mais prejudicadas. Uma reforma que chamo de ‘reforma da morte’, é por isso que avaliamos esta marcha importante para mostrar à população os grandes desafios que temos pela frente”, frisou Mazé Ribeiro.

A Secretária Estadual de Mulheres da Federação, Marlene Veloso, avaliou a ação. “Nosso objetivo aqui foi denunciar todas as formas de retirada de direitos e afirmar que não aceitamos esta reforma da previdência”, disse. “Agradecer todos os 14 sindicatos do Polo de Curimatá que participaram desta grande Marcha das Margaridas Regional aqui em Corrente, que vieram marchar e dizer que não aceitamos nenhuma retirada de direitos”, comentou Marlene Veloso.

A FETAG-PI e sindicatos já realizaram diversas Marcha das Margaridas Regional no Estado, uma mobilização alusiva ao Dia Internacional da Mulheres, comemorado dia 8 de março e uma ação preparatória para Marcha das Margarias Estadual que será realizada dia 06 de maio em Teresina, capital do Piauí.

Fonte: portalcorrente