Cidadeverde.com
Diversidade

Vozes Potentes, iniciativa da ONU/Brasil, homenageia ativista do Grupo Matizes

Filha de sertanejos, Marinalva Santana nasceu há 50 anos na Zona Rural de São Raimundo Nonato, no Piauí. Aos 13 anos, mudou-se para a capital do estado junto com sua família.

“Como caboclo sonhador, meu pai cultivava o desejo de formar todos os filhos, por isso, minha família migrou em cima de um caminhão para Teresina.”

Pelo jeito, o sonho do caboclo tornou-se realidade: a filha Marinalva cursou Licenciatura Plena em Letras e Bacharelado em Direito na Universidade Estadual do Piauí, atuou no Movimento Estudantil e presidiu o Diretório Central dos Estudantes.

Ela iniciou seu ativismo no movimento LGBTQIA+ em 2002.

“Juntei-me a outras pessoas que, como eu, nutriam desejos, necessidades e vontades de um mundo sem discriminação, e fundamos o Grupo Matizes (@matizesteresina), a primeira organização da sociedade civil de Teresina a atuar abertamente em favor da efetivação dos direitos LGBT.”

A menina, que nasceu na zona rural do Piauí, presidiu, nos anos de 2018 a 2020, o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos, em cadeira de representação do Grupo Matizes.

Atualmente, ela faz parte da Sala de Situação sobre Violência Baseada em Gênero, uma rede de mobilização virtual que reúne organizações da sociedade civil para o combate e prevenção à violência de gênero.

“A inquietude com as injustiças, a violência e a discriminação são o combustível que me movem a continuar na luta, porque acredito que um outro mundo é possível”, conclui Marinalva Santana.

#VozesPotentes é uma iniciativa do @unfpabrasil que conta a história de mulheres das regiões Norte e Nordeste que fazem a diferença em suas comunidades, em sua região, no país e na promoção de direitos humanos para todas.

Na semana do Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, nos unimos à campanha ONU Livres & Iguais (@free.equal) para defender o reconhecimento e a visibilidade de todas as mulheres lésbicas, sem deixar nenhuma para trás.

Fonte: ONU/Brasil