Cidadeverde.com
Diversidade

Projeto 'A gente quer viver pleno direito' promove ações para População em Situação de Rua

O projeto ‘A gente quer viver pleno direito’ , executado pelo grupo Matizes e apoio do Fundo Positivo, levou solidariedade e ação de saúde para População em Situação de Rua entre os dias 17 e 18 de outubro.  As atividades foram uma parceria com o Centro Pop, vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), e Fundação Wall Ferraz.  

A primeira atividade ocorreu dia 17/10 com a oficina ‘Promoção da Saúde para População em Situação de Rua’ e contou com a participação da facilitadora Consolação Pitanga, Profª mestre  em Saúde Coletiva. A partir de uma dinâmica interativa com os participantes, a educadora socializou conhecimentos sobre sexualidade e  métodos de prevenção à IST’s. Também demonstrou o uso do preservativo para prática do sexo seguro.

Na quarta-feira (18/10), a Fundação Wall Ferraz realizou durante toda a manhã  Ação Social com serviços de corte cabelo e manicure. A iniciativa visava propiciar uma valorização da autoestima das pessoas em situação de rua.

Segundo Herbert Medeiros, coordenador do projeto, as ações foram pensadas para se aproximar de uma população vitima de preconceitos,  discriminações e exclusões socioeconômicas  que marginalizam este segmento e bloqueiam  o acesso aos serviços básicos  de saúde.

O Matizes também promoveu através das redes sociais  uma campanha de arrecadação de roupa para população em situação de rua. As peças recolhidas foram repassadas aos educadores de rua do Centro Pop para distribuição.

Uma dos objetivos do projeto ‘A gente quer viver pleno direito’ é realizar ações educativas e de promoção da saúde, através de oficinas, incentivo a testagem rápida, orientação sobre PEP E PrEP. 

Fotos das Atividades