Cidadeverde.com
Diversidade

Matizes realiza oficina na Penitenciária Feminina de Teresina com projeto 'Liberdade é Lilás'

  • FOTO_OFIC_PENIT_1.jpg Marinalva Santana
  • FOTO_OFICINA_6.jpg Marinalva Santana
  • FOTO_OFICINA_5.jpg Marinalva Santana
  • FOTO_OFICINA_4.jpg Marinalva Santana
  • FOTO_OFICINA_3.jpg Marinalva Santana
  • FOTO_OFICINA_2.jpg Marinalva Santana
  • FOTO_OFIC_2.jpg Marinalva Santana

O Grupo Matizes realizou hoje (22) mais uma ação do Projeto "a liberdade é lilás", na Penitenciária Feminina de Teresina. A professora de teatro Norma Soely Guimarães foi a facilitadora da oficina "liberdade lilás", que contou com a participação de 20 mulheres privadas de liberdade.

Utilizando técnicas de teatro do oprimido, a professora fez uso de várias  dinâmicas  para trabalhar com as reeducandas o fortalecimento da autoestima e também para perceber a importância de cada uma ser protagonista da sua própria história.

A metodologia usada pela professora Norma Soely foi bastante elogiada pelas participantes. A reeducanda I.D.S.P externou seu entusiasmo com a oficina, ao afirmar: "gostei muito de ter participado. Aqui, nós brincamos, dançamos, demos asas aos nossos sonhos. Lá dentro [na cela] a gente só chora".

A ministrante da oficina, Norma Soely, também se disse bastante feliz por compartilhar com as reeducandas um momento tão rico, de troca de vivências.

 

SOBRE O PROJETO A LIBERDADE É LILÁS

O projeto "a liberdade é lilás" é executado pelo Grupo Matizes, com apoio do Tribunal de Justiça do Piauí e em parceria com a Defensoria Pública Estadual. O público-alvo das ações do projeto são as mulheres privadas de liberdade (especialmente as presas provisórias),  que se encontram recolhidas na Penitenciária Feminina de Teresina.

Além da realização de oficinas, o projeto também busca reduzir o encarceramento feminino, bem como assegurar que as beneficiárias tenham seus processos julgados em um prazo razoável.