Cidadeverde.com
Cidades

Mulher atuava na contabilidade do tráfico, diz polícia

Imprimir

A Delegacia de Proteção e Repressão a Entorpecentes (Depre) acaba de prender, preventivamente, Sara Beatriz, esposa de Cauê Sales, preso na sexta-feira (1) na Operação Medium Parnahyba. A ação policial tem como objetivo combater o tráfico de drogas na região do município de Água Branca. 

O coordenador da Depre, delegado Menandro Pedro, informou à TV Cidade Verde que Sara Beatriz é a 21º pessoa presa na operação. Sara está prestando depoimento da delegacia. A suspeita da polícia é de que ela atuava na contabilidade do tráfico de drogas supostamente praticado pelo marido. 

Cauê é considerado pela polícia como um traficante perigoso tanto que polícia não revela em qual presídio ele está custodiado. O suspeito é sobrinho do secretário municipal de Obras de Água Branca, Valmir Sales. O gestor foi preso na operação e solto um dia depois, após decisão da Justiça

O delegado Menandro Pedro lamentou a soltura do gestor, mas ressaltou que decisão judicial deve ser cumprida.  

“A Justiça deveria pelo menos pegar informações a respeito da prisão, mas o desembargador achou por bem soltar. Tomara que não aconteça aqui como está acontecendo em Brasília, Rio de Janeiro,”desabafou o delegado. 

O coordenador diz ainda que a cada dia as provas das participações dos suspeitos estão mais robustas e que novas operações e prisões devem ser realizadas. 


Izabella Pimentel
Com informações da TV Cidade Verde
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir