Cidadeverde.com
Geral

Defesa Civil faz apelo para prefeitos agilizarem decretos de emergências

Imprimir

A Defesa Civil do Estado fez, nesta terça-feira (18), um apelo para que os prefeitos dos municípios que decretaram situação de emergência no Piauí agilizem a documentação que deve ser entregue ao Governo do Estado e à União. Para conseguir os auxílios é necessário que as Prefeituras solicitem a homologação dos decretos. 

No Piauí, 16 cidades decretaram sitiuação de emergência para socorro e assistência às pessoas atingidas por desastres naturais e até agora oito já tiveram o pedido reconhecido e homologado tanto pelo governo do Piauí quanto pelo governo federal. A rapidez nos trâmites garante que o auxilio financeiro chegue de forma mais célere, advertiu o secretário da Defesa Civil do Piauí, Raimundo Coelho, em entrevista ao Jornal do Piauí de hoje.

Barras, Batalha, Cabeceiras, Campo Maior, Esperantina,  José de Freitas, Lagoa Alegre e Pimenteiras estão com o decreto reconhecido. Caxingó, Joca Marques, Juazeiro do Piauí, Luzilândia, Madeiro, Piracuruca, São José do Divino e Teresina não conseguiram ainda.

Além disso, a Defesa Civil está analisando a possibilidade de formular um pedido único de auxílio para as oito cidades que ainda não enviaram a documentação à União. 

“Vamos formar um grupo e o Estado está estudando fazer um documento só para conseguir o reconhecimento dos decretos dos oito que estão faltando. É uma forma de fazer com que o trâmite seja agilizado e para solicitar apoio do governo federal”, observou o secretário.

Raimundo Coelho lembra que é preciso que os municípios enviem vários documentos e que existe uma legislação que determina como proceder para solicitar o aporte financeiro. 

“E as cidades enfrentam dificuldades. Então Defesa Civil está orientando que os prefeitos nos procurem para acompanhar os trâmites e dar entrada com a solicitação”, observa o secretário.


Município de Campo Maior. Foto: Gilvan Sousa

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Imprimir