Cidadeverde.com
Geral

Casa de Custódia reforça segurança para evitar novas fugas

Imprimir

 Foto: Governo do PI

A Penitenciária José de Ribamar Leite, antiga Casa de Custódia, emitiu nota nesta quarta-feira (26), informando que foi iniciada a nova etapa da Operação Fim de Ano na Unidade. A estratégia visa diminuir o número de fugas e foi anunciada após a fuga de 23 detentos na madrugada do dia 23 e de uma nova tentativa de fuga ocorrida ontem. Ao todo, de acordo com a nota, 1.056 presos foram vistoriados ontem após a tentativa e foram reforçadas a segurança das equipes de retaguarda. 

A nota da penitenciária afirma que dos 23 que fugiram, 7 foram recapturados até agora. De acordo com a nota, a fuga do dia 23 foi a única ocorrência registrada em 2018, pois a última havia sido em outubro de 2017. A nota diz que "desde 2016 o número de fugas tem decrescido no sistema penitenciário do Piauí. De 127 em 2016, para 101 em 2017 e 24 em 2018". Além disso, afirma que as vistorias estão sendo reforçadas na Operação Final de Ano.

Sobre a tentativa de fuga de ontem, foi encontrado um buraco, cavado por detentos, na cela 7 do Pavilhão B da penitenciária, por volta das 17h. A cela abrigava 28 presos, mas nenhum deles conseguiu fugir, pois a segurança do presídio encontrou o buraco antes da ação. As informações foram confirmadas pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí ao Cidadeverde.com na tarde de hoje.

A Secretaria de Justiça informou também, através da assessoria de imprensa, que tentativas de fuga são abortadas quase todo dia no local, mas que já existe um trabalho de vistoria - com o apoio das equipes do grupo de Choque da Polícia Militar e agentes penitenciários - que vem funcionando, o que fez com que as fugas diminuíssem.

Veja a íntegra da nota:

NOTA PENITENCIÁRIA JOSÉ DE RIBAMAR LEITE

A gerência da Penitenciária José de Ribamar Leite informa que nesta terça (25) mais três presos foram recapturados da fuga empreitada na madrugada do dia 23. Outros quatro detentos já haviam sido detidos no mesmo dia. Os presos recapturados serão transferidos para outra unidade onde em média passarão de 20 a 30 dias de triagem.

A gerência informa que a fuga é um ato isolado diante das vistorias constantes nos blocos da unidade, procedimento de segurança que é reforçado no período de natal e fim de ano. 

A administração da unidade destaca que esta foi a única ocorrência de fuga registrada em 2018, a última havia sido em outubro de 2017. De acordo com a Diretoria de Administração Penitenciária, desde 2016 o número de fugas tem decrescido no sistema penitenciário do Piauí. De 127 em 2016, para 101 em 2017 e 24 em 2018.

Operação FINAL DE ANO

Foi realizada nessa terça-feira (25) nova etapa da Operação Fim de Ano. Com o apoio das equipes do grupo de Choque da Polícia Militar, agentes penitenciários realizaram vistorias na unidade. Ao todo 1.056 detentos foram vistoriados. De acordo com a gerência foram reforçadas ainda as equipes da retaguarda da unidade. 

Lyza Freitas
[email protected]

Imprimir