Cidadeverde.com
Geral

Padre processa quatro religiosos por difamação no Piauí

Imprimir

Foto:Reprodução/ Facebook

O padre da Igreja Católica Apostólica Brasileira, Jocimar Silva, processou quatro religiosos do Piauí. O pároco afirma que sofreu difamação de padres de três cidades do Estado . 

Diferente da Igreja Católica Apostólica Romana, na Igreja Católica Brasileira os padres não são obrigados a cumprir o celibato. Padre Jocimar Silva é casado há 11 anos e acredita que por isso sofreu ataques dos outros religiosos.

“Os padres católicos romanos estavam dizendo que eu era um padre falso, um falso profeta, charlatão. Eu processei todos e a sentença saiu em fevereiro. Eu vejo essas difamações de forma negativa. Tem que ter respeito pelas crenças. Fiquei ofendido”, lamenta o padre.

O padre Jocimar ingressou na Igreja Católica Apostólica Brasileira como fiel e foi ordenado padre em 2015. Atualmente em Teresina há três padres e um diácono na congregação.  As missas e celebrações são realizadas nas casas dos fieis e em julho deste ano um templo da igreja deve ser construído. 

A decisão do juiz Celso Barros Coelho Filho condenou os religiosos processados a pagarem R$ 2 mil com juros e correção monetária ao padre Jocimar a título de danos morais. O prazo para os denunciados recorrerem acabou na sexta-feira (22).  

 

Izabella Pimentel
[email protected] 

Imprimir