Cidadeverde.com
Geral

Agricultura familiar emprega quase 80% dos trabalhadores no campo, diz Censo do IBGE

Imprimir

Foto: Arquivo/Ccom

Quase 80% dos trabalhadores que atuam no setor agropecuário do Piauí são empregados por estabelecimentos de agricultura familiar. Os dados são do Censo Agropecuário 2017, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo os números, o indíce exato é de 77,36%. Dentre esses funcionários, 65,75% são homens e 34,25% são mulheres. 

Os dados mostram ainda que 26.735 pessoas que atuam na agricultura familiar no Piauí possuíam menos de 14 anos de idade em 2017, o que representava 5,15% do total.

O Censo revelou ainda que há uma disparidade entre a quantidade de estabelecimentos da agricultura familiar e o valor da produção gerada por eles. Na produção vegetal, por exemplo, 81,46% dos estabelecimentos produtores são de agricultura familiar, porém, são responsáveis por apenas 12,35% do valor total da atividade no Piauí.

Já em relação a produção animal, a agricultura familiar possui 81,03% dos estabelecimentos produtores e é responsável por 49,23% do valor total da produção. Na produção de caprinos, a agricultura familiar se destaca com 82,06% dos estabelecimentos, responsável por 73,96% do valor total da produção do Estado. 

Na produção de aves, 81,19% dos estabelecimentos são da agricultura familiar, mas só 14,82% respondem pela produção.

"A assimetria entre a quantidade de estabelecimentos e o valor de produção se deve às características gerais da agricultura familiar, que é desenvolvida em pequenas áreas, possui baixa ou nenhuma mecanização e o trabalho é realizado em família – o que explica a existência de menores de 14 anos trabalhando”, analisa o coordenador operacional do Censo Agropecuário 2017 na Unidade Estadual do IBGE no Piauí, Pedro Andrade.

Segundo o IBGE, foram considerados estabelecimentos de agricultura familiar no Censo Agropecuário 2017 aqueles que atendem às exigências da Lei 11.326, como ser de pequeno porte (até 4 módulos fiscais), ter metade da força de trabalho familiar, a atividade agrícola no estabelecimento deve compor, no mínimo, metade da renda familiar e ter gestão estritamente familiar. 

 

Hérlon Moraes (Com informações do IBGE)
[email protected]

Imprimir