Cidadeverde.com
Geral

Aprovados para Guarda Municipal iniciam curso na segunda

Imprimir

Foto: Ascom/Semcaspi


Na próxima segunda (02), uma nova turma da Guarda Municipal de Teresina (GMT) dará inicio ao curso de formação. O capitão José Monteiro, comandante da GMT, disse ao Cidadeverde.com que cerca de 300 aprovados foram chamados.

O curso terá início com uma aula inaugural no Teatro João Paulo II, na zona Sudeste de Teresina, às 7h30. 

Neste sábado (30), a partir das 8 horas, os alunos inscritos deverão retirar o enxoval na Academia de Polícia Civil (Acadepol), no bairro Saci, zona Sul. 

Essa nova turma, segundo o capitão, irá reforçar a segurança na cidade. "Finalizando o curso, que tem extensão de três meses, é aguardar a nomeação que deve ocorrer logo ao terminar o curso. A primeira parte (a ser nomeada) está prevista para ser uns 75".

Sem Estatuto

A primeira turma da Guarda Municipal de Teresina é do ano de 2016, com início de atuação no dia 24 de janeiro de 2017. Até hoje, a GMT não conta com um estatuto próprio. O capitão Monteiro esclareceu que o documento "já está feito, mas estamos adequando alguns itens".

A intenção é que o Estatuto seja lançado ainda em 2019. "Estamos trabalhando para dá tudo certo até o final do ano". 

Curso

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) ressalta que "o corpo decente do curso de formação será composto por professores da Universidade Estadual do Piauí, profissionais das polícias civil e federal, além de integrantes da própria Guarda Municipal".

Os componentes curriculares serão distribuídos em seis módulos, contendo disciplinas como: “Funções e Atribuições das Guardas Municipais”, “Concepções de Segurança Pública”, “Ética, Direitos Humanos e Cidadania”, “Legislação”, “Segurança Patrimonial, Prevenção e Combate a Incêndios”, “Noções de Primeiros Socorros”, “Uso Legal e Progressivo da Força”; entre outras. Ao final do curso, os alunos que obtiverem nota superior ou igual a 7 pontos em avaliação a ser realizada nos respectivos módulos estarão aptos para exercer a função, informou a Semcaspi.

Carlienne Carpaso
c[email protected]

Imprimir