Cidadeverde.com
Geral

Governo publica decreto e tomba imóvel onde funcionou o Sanatório Meduna

Imprimir

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com 

O Governo do Piauí tombou o imóvel onde funcionou o Sanatório Meduna em Teresina. O decreto foi publicado no Diário Oficial e vale também para o entorno do prédio, que hoje percente a um shopping center.

A proposta de tombamento foi feita pela Coordenação de Registro e Conservação da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), aprovada, por unanimidade, pelo Conselho Estadual de Cultura no dia 24 de junho de 2021.

Em junho, o Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC) também aprovou por unanimidade parecer favorável ao processo de tombamento do antigo sanatório. 

No início do ano, informações sobre a possibilidade da demolição do espaço mobilizaram entidades e organizações ligadas à defesa do patrimônio, como o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PI).

Após a repercusão, a direção do shopping Rio Poty, do grupo Sá Cavalcante, divulgou nota garantindo que o prédio do Sanatório Meduna não seria demolido e que a possibilidade era infundada.

Localizado no bairro Porenquanto, o Meduna tem 1.230,87 m² e uma área de proteção de 8.598,51 m². O tombamento do imóvel se efetivará com sua inscrição no respectivo Livro do Tombo no estado do Piauí. 

O tombamento não altera a propriedade do Meduna, apenas proíbe que ele seja demolido ou descaracterizado. A intenção do tombamento é preservar bens de valor histórico, sejam eles culturais ou arquitetônicos. 

SANATÓRIO MEDUNA 

O Sanatório Meduna foi fundado na década de 1950 pelo  médico Clidenor de Freitas Santos. O Meduna foi considerado por muito tempo um local de referência para o atendimento psiquiátrico no Piauí. 

Nataniel Lima
[email protected] 

Imprimir