Cidadeverde.com
Geral

Justiça mantém prisão de suspeito de matar mulher em bar em Teresina

Imprimir

Foto: Reprodução/WhatsApp

A juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, em decisão do dia 17 de fevereiro, decidiu manter a prisão de Ramon Farias de Sousa, suspeito de matar uma mulher e deixar um homem ferido em um bar na zona Norte de Teresina, no ano de 2019.

Ramon Farias é suspeito pelo assassinato de Hyvenna Sefora Meneses, no dia 12 de julho de 2019 quando ela e o homem estavam em um bar, na companhia de outras pessoas no bairro Mafrense. Não se sabe o motivo do crime, mas o suspeito fez diversos disparos contra a mulher, que acabou morrendo. Um homem que também estava no local ficou ferido.

O acusado só foi preso no ano de 2020. Ele chegou a ser colocado em liberdade, desde que cumprisse medidas cautelares, mas com o descumprimento, ele foi novamente preso em regime fechado em 2021. 

A defesa de Ramon então ingressou com um pedido de revogação da sua prisão e a substituição dela por medidas cautelares.

Na decisão a juíza destacou que o suspeito foi preso novamente em regime fechado após descumprimento da monitoração eletrônica, como o deslocamento em horário não permitido e por ter deixado o equipamento sem carga por mais de 10 dias.

“Diante da comprovação de que o acusado incorreu, por um longo período de tempo em diversas e graves violações às medidas que lhe foram imposta, resta inviabilizado o acolhimento do seu pedido de revogação com base na justificativa apresentada para o descumprimento das regras atinentes ao monitoramento eletrônico e ao recolhimento domiciliar no período noturno”, informou a juíza na decisão.

Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir