Cidadeverde.com
Vida Saudável

Acne: entenda os diferentes tipos que podem se manifestar ao longo da vida

Imprimir

Foto: Pixabay

 

 

Quando se escuta a palavra "acne", a primeira coisa que vem à mente são os cravos e espinhas no rosto que, normalmente, aparecem durante a puberdade. No entanto, enquanto a maioria das pessoas é vítima da acne quando jovens, este problema também pode afetar bebês, crianças e adultos.

Por isso, a importância de entender os pontos de atenção ao observar mudanças na pele de recém-nascidos, adolescentes e na fase adulta.

Segundo a Dra. Sarah Bechstein, "as causas hormonais da acne comum são as mais frequentes. Os sintomas da acne são desencadeados por oscilações na proporção entre os hormônios sexuais masculinos e femininos. Portanto, a alteração hormonal durante a puberdade é um dos principais desencadeantes da acne, mas também há fatores em outros momentos da vida que podem afetar o equilíbrio hormonal”, explica.


Acne em recém-nascidos e bebês

Quando termos como “acne do recém-nascido” ou “acne do bebê” são mencionados, muitas vezes não fica claro a qual doença eles se referem. Aqui é importante distinguir entre acne neonatorum (acne do recém-nascido) e acne infantil.

A acne do recém-nascido (ou acne do bebê) ocorre nas primeiras semanas após o nascimento e desaparece sozinha sem precisar de tratamento. Já a acne infantil só se desenvolve a partir do terceiro mês de vida e, em muitos casos, deve ser tratada dermatologicamente. 


Acne na adolescência 

A acne ocorre em cerca de 85% de todos os jovens entre 12 e 18 anos. Os principais responsáveis por sua manifestação são as mudanças hormonais significativas deste período.

Mesmo com sintomas leves, pode ser importante procurar a orientação de um dermatologista para que uma possível deterioração seja neutralizada ou para evitar a disseminação dos sintomas em um estágio inicial. Como os efeitos físicos dos hormônios sexuais masculinos são responsáveis pela acne, ela é muito mais comum em meninos durante a puberdade.


Acne na idade adulta

A acne também pode afetar os adultos, não importa se você tem 25, 30 ou 40 anos. Em muitos casos, a acne da puberdade progride para a acne adulta (acne tardia), mas, em alguns casos, os sintomas aparecem pela primeira vez já na idade adulta.

Em contraste com outras fases da vida, na idade adulta há uma maior probabilidade de as mulheres terem acne pela primeira vez, já que elas têm mais oscilações hormonais após a puberdade. A gravidez, a menstruação, a menopausa ou a interrupção no uso do anticoncepcional têm um impacto significativo no equilíbrio hormonal e podem ser um gatilho para esse tipo de acne. 


Acne tem cura?

Nas situações mais simples, onde há apenas cravos abertos, é possível reverter apenas com dermocosméticos indicados por um especialista. Mas, se os cravos forem fechados, o ideal é adicionar medicamentos tópicos.

Antibióticos, dependendo da gravidade, também são receitados e quando não regulam a inflamação, o médico pode indicar o uso de isotretinoína.

Portanto, o mais recomendável é buscar o apoio de um especialista quando surgirem os primeiros sinais.


 

Da Redação
[email protected]

Imprimir