Cidadeverde.com
Geral

Metrô de Teresina ainda não tem previsão de retorno; linha férrea passa por manutenção

Imprimir

Foto: Arquivo/Cidadeverde.com

Atualizada às 10h 

O retorno do funcionamento do metrô de Teresina ainda segue sem previsão. A Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP) havia informado em nota que o serviço seria suspenso nesta segunda-feira (20) para a realização de reparos na linha férrea.

De acordo com o diretor de Operações da CMTP, Itajaí Cavalcante, as equipes já estão trabalhando na manutenção dos trilhos e alguns pontos apresentam problemas maiores.  

“Os pontos mais complicados ficam entre o bairro Mafuá, Matinha e perto da Ponte Metálica. Outro ponto também é aqui na curva próximo a ponte. As equipes então fazendo as devidas correções e nós só vamos ter uma posição do retorno quando esse pessoal trouxer o relatório, a partir do meio-dia”, disse o diretor.

Itajaí Cavalcante informou ainda que esses problemas na malha ferroviária foram provocados pelo grande volume de chuvas atingiu Teresina nos últimos meses, além da passagem de cargas pesadas pelos trilhos.

 “O problema foi provocado pelas chuvas que nós tivemos no inverno, tivemos problemas de alinhamento dos trilhos e problemas de nivelamento, por conta de cargas mais pesadas e nós estamos fazendo toda essa manutenção para que possamos operar com segurança”, acrescenta.

Materia Original 

O metrô de Teresina não funcionará nesta segunda-feira (20). Em comunicado, a Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP) informou que a suspensão do serviço visa a realização de reparos na linha férrea. 

Na última sexta-feira (17), uma vistoria conjunta feita por equipes da CMTP e da Ferrovia Transnordestina Logística (FLT) constataram problemas na malha que poderiam causar o descarrilamento do VLT.

O órgão, porém, não disse qual o prazo para a conclusão dos reparos. “A empresa responsável pela manutenção estará fazendo todos os reparos necessários para que nosso sistema volte à normalidade o quanto antes”, informou em nota.

Por conta da crise do transporte público e redução das linhas de ônibus em Teresina, o metrô se tornou uma das principais alternativas dos teresinenses. Segundo estimativa da CMTP, o aumento no fluxo de passageiros foi de 50% no mês de março

Apesar disso, os problemas no serviço são constantes. No último dia 11 de maio, passageiros precisaram concluir o trajeto a pé próximo a estação do bairro Matinha, na zona Norte da capital, após problemas nos trilhos provocarem uma pane em um dos sensores do veículo.

Naquela ocasião, o diretor de operações da CMTP, Itajaí Cavalcante, explicou que o problema foi ocasionado pelo desnivelamento dos trilhos em decorrência das fortes chuvas. Além dessa questão, ainda há inconvenientes causados por acúmulo de lixo na linha férrea

 

 

Breno Moreno e Rebeca Lima
[email protected]

Imprimir