Cidadeverde.com
Últimas

Taxistas afirmam que consulta pública é para protelar o projeto táxi-lotação

Imprimir

Foto: Arquivo Cidadeverde.com 

A Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) realiza uma consulta pública sobre o projeto táxi-lotação em Teresina. O Sindicato dos Taxistas do Piauí vê a medida como mais um obstáculo da Prefeitura para implantar o projeto na cidade, no entanto, ressalta que está confiante de que a população será favorável ao novo serviço. 

A consulta pode ser acessada clicando aqui

Segundo nota da Strans, a medida é necessária para aprimorar o projeto de concessão. A consulta pública é formada por duas páginas. Na primeira o cidadão coloca dados pessoais, como nome completo, telefone, e-mail e CPF. Já na segunda é aplicado um questionário com 10 perguntas. 

Entre as perguntas estão se o cidadão é a favor ou contra a implantação do projeto táxi-lotação, se conhece o projeto e se acredita que ele é importante para a sociedade. A última pergunta é um canal aberto onde o participante irá deixar um comentário ou sugestão sobre o táxi lotação. 

O questionário ficará disponível até o dia 4 de julho. 

Sindicato vê consulta com estranheza

O Cidadeverde.com conversou com o presidente do Sindicato dos Taxistas no Piauí, Neilton Andrade, sobre a Consulta pública lançada pela Strans e questionou sobre como a entidade recebia a notícia, uma vez que a categoria está há um 1 ano tentando implantar o projeto em Teresina

“É mais um obstáculo que a Strans coloca para evitar a implantação do projeto. A Procuradoria Geral do Município, onde o projeto ficou meses parado, esperando ser analisado, deu o ok e estava tudo certo. Agora, surgiu essa”, lamentou Neilton Andrade ao acrescentar que a categoria não foi nem comunicada desse processo e que ficou sabendo pelas redes sociais. 

Os taxistas acreditam que mais de 90% da população será favorável ao projeto na consulta pública. 

“A categoria está preparada para começar o projeto. Já faz um ano que estamos na luta. A categoria desanimou, animou novamente na greve de ônibus porque eles mesmos acionaram a gente, depois desanimou. Agora, a categoria está dividida. O maior empecilho que foi imposto no passado foi a ida dele para a PGM. Já retornou e apareceu mais essa”, acrescentou Neilton Andrade. 

Projeto táxi-lotação 

Segundo uma estimativa do sindicato, 300 taxistas estão prontos para atuar no táxi-lotação assim que o projeto for sancionado pelo Poder Público Municipal. Apesar de metade da categoria estar desanimada, o sindicato diz que os taxistas estão prontos. 

O novo serviço de transporte alternativo em Teresina terá como passagem mínima R$ 4,00 e máxima de R$ 9,00. Essa tarifa inicial de R$ 4 será para viagens de até 6 km percorridos. Após esses 6 km, será acrescido R$ 1 a cada 4 km a mais. O valor máximo que será cobrado nos táxis-lotação será de R$ 9.

Como os táxis não operam com o sistema de bilhetagem eletrônica, o usuário do transporte público que desejar pegar uma corrida com os veículos cadastrados no táxi-lotação precisará pagar em dinheiro. 

Os táxis-lotação vão circular nas linhas onde os ônibus transitam e os passageiros deverão embarcar apenas nas paradas de ônibus.
 


Nataniel Lima
[email protected] 

Imprimir