Cidadeverde.com
Geral

Gari foi perseguido antes de ser morto a tiros na zona Norte, diz DHPP

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

Atualizada às 9h40

O gari José Alves de Carvalho Filho, de 22 anos, foi seguido antes de ser morto a tiros na região do Parque Alvorada, zona Norte de Teresina na noite desta quinta-feira(28). A informação é do coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, delegado Francisco Baretta. 

O DHPP ainda não tem uma linha de investigação sobre o homicídio, mas, de acordo com Baretta, todo crime de homicídio doloso necessariamente tem uma motivação.

“Mas o que temos de informações é que esse rapaz estava trabalhando na região devidamente fardado quando o indivíduo numa motocicleta passou e efetuou o disparo contra ele. Ele estaria sendo perseguido antes dos disparos”, ressaltou Baretta. 

Ainda segundo o DHPP, a vítima também era conhecida por ser usuária de drogas na região. 

No local, a perícia identificou quatro ferimentos, sendo um em cada ombro e dois no tórax. Também foram encontrados alguns estojos calibre .40.

 

Foto: Cidadeverde.com 

Matéria original 

Um gari foi morto a tiros no momento em trabalhava na coleta de lixo na noite desta quinta-feira (28), no Parque Alvorada, zona Norte de Teresina. Segundo informações do 9º Batalhão da Polícia Militar, José Alves Carvalho Filho, de 22 anos, foi atingido com pelo menos cinco disparos de arma de fogo. 

Ainda segundo a PM, a autoria e a motivação do crime ainda são desconhecidas. Populares informaram que ouviram apenas os disparos de arma de fogo contra a vítima. 

A Polícia Militar isolou a cena do crime para o trabalho dos perícia e do Instituto de Medicina Legal(IML), que fez a remoção do corpo. 

Outros casos 

Ainda na noite de ontem, um outro homicídio foi registrado no bairro Angelim, zona Sul da capital. A vítima foi identificada como Ramiro Pessoa da Silva, de 47 anos. 

Com esses casos, Teresina registrou três homicídios somente na quinta-feira. A primeira ocorrência foi o assassinato de um jovem de 20 anos, no bairro Risoleta Neves, zona Norte da capital. 

A Polícia Civil, através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), vai investigar os casos. 

 

Natanael Souza e Nataniel Lima 
[email protected] 

Imprimir