Cidadeverde.com
Vida Saudável

ENEM: quais alimentos devo consumir no dia do exame?

Imprimir

 

Foto: Freepik

 

Uma das grandes dúvidas dos vestibulandos que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é em relação a alimentação, visto que as provas são extensas, cansativas e de longa duração. Por isso, os participantes precisam lembrar de preparar um petisco para comer enquanto estiverem fazendo o exame, já que ficar com fome prejudica o raciocínio, corpo e até o desempenho na prova. 

De acordo com a nutricionista Camila Raymundo Farias, “antes da prova, é aconselhável consumir alimentos com carboidratos de baixo índice glicêmico para manter o nível adequado de açúcar no sangue e alimentos que promovam o relaxamento e a concentração. Durante a prova são boas opções as barras de cereais e snacks saudáveis, por exemplo, as frutas secas ou desidratadas, bolachas sem recheio, os sanduíches e sucos naturais", explica.

Consumir alimentos com alto teor de gorduras e proteínas, molhos condimentados e refeições muito volumosas antes da prova também não são aconselháveis. Segundo a nutricionista, isso prejudica a digestão, deixando-a mais lenta e podendo causar mal-estar. “O organismo acaba voltando toda a sua energia para a realização da digestão, causando uma queda da concentração, raciocínio e maior sonolência no momento do exame", conta a também nutricionista Isabella Aparecida.

É importante se alimentar pelo menos duas horas antes da prova, de forma a garantir uma boa reserva de glicose no sangue. Dessa forma, evita-se fadiga, tremores, indisposições e até um desmaio. Além disso, realizar ou adquirir as refeições em locais que garantam alimentos de boa procedência é um fator importante para evitar uma intoxicação alimentar. 

Comidas com alto nível de cafeína e açúcar como café, refrigerantes, energéticos e doces, mesmo sendo os mais escolhidos entre os estudantes, não são recomendados quando consumidos em excesso, pois podem causar fome demasiada e até dores de cabeça.


Quais bebidas devo tomar? 

Durante a prova é recomendado o consumo de água. Esta é considerada a melhor opção para se hidratar, amenizar boca seca, evitar sede e auxiliar no controle da temperatura corporal e no fluxo sanguíneo necessário para a manutenção do corpo e concentração. 

“É muito importante evitar bebidas que precisam de refrigeração, à base de leite, suco de frutas, vitaminas e refrigerantes, pois elas podem acabar estragando e automaticamente causar enjoo, desconforto abdominal, dores estomacais intensas, gases e soltar o intestino”, explica Camila. 

A nutricionista salienta que existem alimentos ou bebidas que ajudam a manter o foco e que devem fazer parte da nossa alimentação cotidiana, pois estão associados com melhora da saúde cognitiva, cerebral e mental. Dentre eles estão os alimentos ricos em Colina (vitamina B8), Ômega 3, Probióticos, Fibras, Cafeína, Gorduras boas, Chás calmantes e Triptofano. 

Por fim, Camila Farias recomenda que os candidatos levem apenas o necessário para melhorar a cognição, evitar um longo período em jejum e auxiliar na concentração e na manutenção dos níveis de glicose no sangue.

“O ideal é planejar o que vai levar e preferir alimentos saudáveis, fáceis, que não precisam de refrigeração, que não estragam com facilidade e que não vão de nenhuma maneira atrapalhar em todo o período da avaliação. São permitidos alimentos industrializados lacrados como chocolate, barra de cereal, biscoitos, salgadinhos, doces e alimentos naturais como sanduíches, sequilho, amendoim, castanhas, salgados assados, frutas e legumes de fácil ingestão em potes ou embalagens transparentes", finaliza.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir