Cidadeverde.com
Últimas

Caso Wesley: pais de bebê morto em suposto ritual no Piauí são soltos

Imprimir

Foto: Arquivo Pessoal 

Os pais do bebê Wesley Carvalho Ferreira, que morreu queimado em um possível ritual em dezembro do ano passado, foram soltos nessa quarta-feira (26) após determinação judicial.  

Além deles, a Justiça também concedeu liberdade aos avós paternos de Wesley Carvalho nessa segunda-feira (24).  

Ao Cidadeverde.com, o advogado de defesa, Smailly Carvalho, informou que ainda não foi feito o exame para atestar a capacidade mental dos pais e que a prisão foi convertida para a aplicação de medidas cautelares. Os pais, que já se encontram em casa, estavam presos desde fevereiro deste ano. 

“O exame de insanidade mental ainda não foi realizado porém a prisão foi revogada mediante medidas cautelares”, disse Smailly Carvalho.

O bebê Wesley Carvalho Ferreira tinha 1 ano e 9 meses quando desapareceu no dia 29 de dezembro de 2021.

Investigação realizada pela Polícia Civil aponta que a criança teria morrido de fome após passar 14 dias em jejum como parte de um ritual. O corpo da criança teria sido queimado, mas os restos mortais nunca foram encontrados.

Durante a investigação, os policiais descobriram que a família cultuava um profeta, um adolescente de 12 anos, que é membro da família e era considerado uma espécie de Deus.

Sobre a tese apontada pela polícia, o advogado destacou que não há provas materiais que comprovem o homicídio da criança.

“Não existe materialidade do homicídio e nem indícios de autoria”, acrescentou o advogado. 

Ao todo, 11 pessoas da família foram presas pela Polícia Civil e todos já se encontram em liberdade.

 

Rebeca Lima
[email protected] 

Imprimir