Cidadeverde.com

Dupla encapuzada invade casa de chefe de gabinete e agride família

O período eleitoral no Piauí tem sido marcado por violência. Em algumas cidades do Estado, o debate tem se concentrado não apenas em ideias, mas em agressões verbal e física. Somente nesta semana foram registrados cinco casos semelhantes no interior. Em Pedro II, por exemplo, suspeitos encapuzados invadiram a residência do chefe de gabinete da atual prefeita e candidata à reeleição, Neuma Café (PT), destruíram parte da mobília e ainda agrediram familiares da assessor da prefeitura.

As vítimas- os pais  e o irmão do chefe de gabinete Claudio Lima- foram levados ao hospital da cidade. A candidata Neuma Café acredita em crime político e, inclusive, reforçou a própria segurança e a de familiares. 

"Dois mascarados entraram na casa do chefe de gabinete e já foram perguntando pelo Claudio e pelo dinheiro que, segundo eles, havia guardado na casa para a compra de voto. Eles vasculharam tudo e não acharam nada. Então, partiram para os pais dele, arrastaram a mãe porque ela começou a gritar...colocaram arma na cabeça dela, do marido e do filho", conta a candidata a prefeita. 

Prefeita Neuma reforça sua segurança

O caso ocorreu por volta das 19h, desta quarta-feira (28), e foi registrado na Delegacia de Polícia Civil. As vítimas foram ouvidas, informalmente, no hospital. A delegada de Pedro II, Camila Miranda, aguarda o resultado do exame de corpo de delito das vítimas. 

Segunda a candidata, este não é o primeiro ataque a militantes. A própria Neuma Café conta que ela e correlegionários já registraram Boletim de Ocorrência após ameaças. 

"Há um grupo armado na cidade que está nos perseguindo. As pessoas que trabalham para mim não estão tendo liberdade de fazer campanha e não conseguem nem mesmo panfletar que são intimidados. Reforcei minha segurança pessoal e familiar e coloquei a situação para o Governo do Estado para que seja enviado reforço para controlar os dois grupos. Estamos em uma eleição; não em uma guerra. o processo é democrático e o povo tem que decidir livremente, não por opressão", desabafa a candidata do PT. 

Nesta semana, casos de violência por motivação política foram registradas também em Parnaguá Jatobá do Piauí, Castelo do Piauí e Buriti dos Lopes

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com