Cidadeverde.com

Policial Militar é preso em operação contra o tráfico de armas em São Raimundo Nonato

Foto:PC-PI

A Polícia Civil prendeu um policial militar e mais 4 pessoas durante a segunda fase da "Operação Paiol" que foi realizada nesta quinta-feira (21) contra o tráfico de armas, no município de São Raimundo Nonato, a 521 km de Teresina.

O delegado geral Luccy Keiko informou que foram apreendidas 10 armas e foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva, sendo um contra o policial militar Cleiton Alves Landim que é suspeito de comercializar armas na região de São Raimundo Nonato.

“Apesar da gente saber que é uma exceção, a maioria esmagadora dos policiais são honestos, mas uma vez ou outra, um desvia da conduta, esse próprio policial já responde a uma ação penal dessa natureza, novamente foi pego e acredito quando o delegado concluir o inquérito, deve mandar os autos para a Corregedoria para as providências cabíveis”, informou o delegado.

Em fevereiro deste ano o então comandante da Polícia Militar do Piauí, o coronel Lindomar Castilho, determinou a abertura de uma investigação contra o cabo Cleiton Alves Landim, após ele ter sido preso em janeiro de 2021 durante uma operação policial por ser suspeito de comercializar armas.

Além das duas prisões preventivas, também ocorreu três em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. 

“Teve a apreensão de armas de fogo, entre revólveres e espingardas, muito importante essa ação, pois com as armas de fogo irregulares que são apreendidas, são potenciais crimes violentos que estão sendo evitados, como roubos e homicídios. Nesse mês de julho estamos intensificando as operações no interior, pois há essa migração nas férias, as pessoas vão para as suas cidades e no interior tem esse aumento e estamos focados na segurança nos municípios”, disse Luccy Keiko.

Ao total,  foram arrecadados 3 revólveres cal. 38, 7 espingardas de calibres 22, 32, 38, e cerca de 500 munições, de calibre 22, 32 e 38, além de 13 kg de chumbo para alimentar espingardas "bate-bucha". Os policiais deram cumprimento a 12 mandados de busca e apreensão.

 

Bárbara Rodrigues e Tiago Melo
[email protected]