Cidadeverde.com

Incêndio destrói berçário de garças e preocupa ambientalistas

Um incêndio que destruiu um ninhal de garças tem sido alvo de preocupação para ambientalistas da região de Campo Maior, município a 78 km de Teresina. O terreno, tido como um berçário da espécie pegou fogo no último sábado (16) e foi completamente destruído afastando os animais que costumavam se dirigir até o local.

O consultor ambiental Diego Chaves analisa que há indícios de incêndio criminoso por conta de manchas brancas que indicam que madeiras  foram deixadas no local. Ele sugere que haja uma parceria entere o poder público e o dono do imóvel  para transformar o local em área de preservação ambiental.

"Por mais que se cometa esse crime ambiental as garças voltam para cá. Elas estabeleceram o seu ninhal aqui nesse local então o poder público tem que ver com certa urgência uma parceria entre o proprietário do terreno e poder público para a regulamentação dessa unidade", afirmou Diego.

O terreno fica na entrada da zona Urbana de Campo Maior e era conhecido pelo movimento de aves migratórias. O ninhal é constantemente agredido e já pegou fogo pelo menos cinco vezes. O professor Cinéas Santos, apresentador do programa Feito em Casa, foi até lá registrar a indignação dos Campomaiorenses. "Nós articulamos junto ao poder executivo, colocando a importância dessa área que tem um potencial além da questão ambiental a questão turística. Não é a primeira vez que acontece esse tipo de ação e a Secretaria do Meio-Ambiente deveria estar aí ajudando a preservar essa área", afirma Fernando Miranda, presidente da Câmara de Vereadores de Campo Maior.

Secretaria adota medidas

Procurada pelo Cidadeverde.com a secretária do Meio Ambiente de Campo Maior, Conceição Paz, afirma que o terreno é particular, por tanto não há projeto da prefeitura para atuação na áres, porém segundo ela, devido a sua relevância ambiental, a prefeitura irá apresentar uma proposta para a Câmara dos Vereadores para propor uma negociação com o proprietário.

"Nós fomos observar o local após o incêndio e detectamos que usuários de drogas faziam um forninho em uma pedra para o uso de Crack, o que pode ter provocado as chamas. Não foi o proprietário que quis fazer isso. Em todo canto nesta época acontecem queimadas. Vamos pedir para os vereadores que façam um projeto para criar essa área de preservação e negociar junto ao proprietário", conclui a secretária.

Rayldo Pereira (Da Redação)
Com informações de Cinéas Santos (TV Cidade Verde)
rayldopereira@cidadeverde.com

Pessoas com deficiência são beneficiadas por Passo à Frente em Campo Maior

Foto: Ccom

O Passo à Frente chegou a Campo Maior e entregou cerca de mil aparelhos ortopédicos nesta quinta-feira (22). A ação, desenvolvida pela Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com a Secretaria de Estado para Inclusão da Pessoa com Deficiência, já atendeu mais de 7 mil pessoas em dois anos de programa.

Adultos, idosos e crianças, dos municípios de Campo Maior, Cocal de Telha, Jatobá do Piauí, Boqueirão do Piauí e Cabeceiras do Piauí receberam 995 equipamentos ortopédicos entre próteses, órteses, coletes, botas, palmilhas, andadores, bengalas, sapatos pé diabético, cadeira de rodas e cadeiras de banho.

“É uma sensação de liberdade muito grande, uma porta que abriu para nós. Essa cadeira de banho que recebi vai fazer uma diferença danada na minha vida e tenho que certeza que vai melhorar a de todo mundo que tá aqui”, disse Francisca de Assis, aposentada de Campo Maior.  

O programa Passo à Frente leva o serviço para mais perto de seus usuários, proporcionando mais mobilidade e acessibilidade a pessoas com deficiência. Já são mais de 7 mil pessoas beneficiadas, em mais de 70 municípios. Em formato itinerante, o Programa possibilita o atendimento o mais próximo do usuário, sem a necessidade do deslocamento para a capital, disponibilizando equipamentos ortopédicos, como órteses e próteses.

Para Rosélia Barbosa, coordenadora de programas itinerantes, “o Passo à Frente permite mais mobilidade e qualidade de vida a essas pessoas, e trazendo pra perto de suas casas a assistência e as peças”.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Sustentabilidade é tema de Natal em Campo Maior

O Prefeito Professor Ribinha e Secretária de Assistência Social e Geração de Renda, Nilzana Gomes, lançaram oficialmente nesta terça-feira (20) o Natal de Campo Maior que traz como tema Natal Sustentável. O lançamento foi oficializado durante entrevista. A ideia é motivar a população a vivenciar o Natal em harmonia com a família e com o meio ambiente.

A Secretária Nilzana explica que a decoração natalina está sendo confeccionada a partir de materiais recicláveis e reutilizáveis como restos de madeira, garrafas pets, garrafões de água mineral, cabaças, pneus, copos descartáveis; produtos que seriam descartados no meio ambiente, mas que ganharam vida após serem transformados em peças belíssimas capazes de inspirar novos talentos de diferentes púbicos.

A secretária lembra que parte do material foi doado: cerca de 1500 quilos de garrafas PET, 600 garrafões de água mineral, mais mil cabaças, entre outros.

As peças produzidas vão desde a luminária,  ao trenó do Papai Noel e serão montadas de forma descentralizada em diversos pontos da cidade como na Praça do Contorno, Valdir Forte, Avenida Santo Antônio, Praça Bona Primo e outros pontos.

A iluminação que também será um marco do Natal começa a ser instalada nesta quarta-feira (21). Já os enfeites serão montados no dia 30 de novembro de forma simultânea nos pontos já mencionados. A programação conta ainda com o Concerto Natalino que vai acontecer no dia 21 de dezembro, na Praça Bona Primo.

Outra novidade é o mural “Memorias de Natal”, uma exposição de fotos de famílias campomaiorenses que será instalada em praça pública; para participar  as pessoas devem postar em sua página no instagram fotos de comemoração natalina com membros da família e sua decoração de natal usando a hashtag #MemoriasdeNatalCM; a ideia é unir as famílias em clima de harmonia e compartilhar a felicidade de natal.

Além de  incentivar  a população para a preservação do meio ambiente com a reutilização de produtos que iriam para o lixo, a ideia estimula a criatividade para a produção de peças rentáveis e ainda favorece o município a pontuar para o ICMS Ecológico.

CCOM - PMCM

Campomaiorenses residentes em Brasília realizam grande encontro

O XX Encontro de  Candango Campomaiorenses foi realizado no dia 17 em Brasília. A tradição se repete em um misto de reencontros e saudades e  hoje se transformou em um grande acontecimento de exaltação à Campo Maior.

O baile para comemorar os 20 anos de Encontro dos Candangos foi realizado no Clube dos subtenentes e sargentos de Brasília. Na programação, o reencontro de amigos e conterrâneos, execução do Hino de Campo Maior e show com atrações campo-maiorenses como Cesinha Garcia, Marcelo Ferreira e Banda Espacial.

No evento dos 20 anos, a Prefeitura de Campo Maior foi homenageada por colaborar nesses anos todos de encontro dos campomaiorenses em Brasília. O prefeito Professor Ribinha e a primeira dama Nilzana Gomes foram convidados e prestigiaram o evento, que reuniu centenas de conterrâneos.

Com informações portaldecampomaior

Criança de 3 anos que sobreviveu a acidente está em estado grave e é transferida

Imagens feitas pelo site Campo Maior em Foco

A criança de três anos - que ficou ferida após acidente em que o pai morreu - teve contusão cerebral e se encontra em estado grave. O menino estava na UTI do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas ontem por volta das 21h foi transferido para o Hospital do Prontomed. A informação foi confirmada pela assessoria do HUT.

O acidente ocorreu por volta das 12h40 na BR-343, próximo a cidade de Campo Maior, no último domingo (18). No capotamento morreu o pai da criança, o presidente da Associação de Moradores do Bairro Real Copagre, zona Norte de Teresina, Michel Costa.

A família estava no litoral e retornava a Teresina quando ocorreu o acidente. A mãe da criança teve escoriações pelo corpo e passa bem.  Uma quarta pessoa estava no veículo, mas não deu entrada no HUT.

Amigos usam a rede social para lamentar a morte de Michel Costa. 

Em sua última postagem no sábado, dia 17, às 18h28, Michel Costa comemorava: "Felicidade é um fim de tarde olhando o mar em família". Na postagem ele aparece ao lado da mulher e do filho.

Reprodução Facebook

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Capotamento deixa um morto e três feridos graves na BR-343

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Matéria ampliada ás 17h47

A vítima fatal no acidente na BR-343 foi identificada como Michel Costa. Ele estaria voltando do litoral do Piauí com a esposa, o filho pequeno e mais uma pessoa que não foi identificada. 


(Foto/ Reprodução Facebook/ Michel Costa)

Michel morava com a família na zona Norte de Teresina. Até às 16h, o corpo ainda não havia chegado na capital. 

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

O Cidadeverde.com apurou que os sobreviventes foram trazidos de ambulância para Teresina. Ainda não há a confirmação sobre as causas do acidente.

(Foto: Salomão Prado)

 

Matéria publicada às 14h29

Um capotamento na BR-343, na cidade de Campo Maior, deixou uma vítima fatal e três feridos graves no início da tarde deste domingo (18). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu por volta das 12h40, envolvendo um carro Renault/Sandero com placa do Piauí. 

A PRF ainda está no local e não há informações sobre os nomes das vítimas e as causas do acidente. Com o capotamento, o carro saiu da pista. A vítima fatal foi sacada do veículo. 

Esta é a quinta morte registrada pela PRF nas rodovias federais que cortam o Piauí durante o feriado prolongado da Proclamação da República. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Igreja de Santo Antonio em Campo Maior comemora 306 anos

Instalada no dia 12 de novembro de 1712, conforme relatam alguns historiadores, a Igreja de Santo Antonio de Campo Maior comemora nesta segunda-feira, 12, 306 anos. Na oportunidade será celebrada  às 19 horas, uma Missa alusiva a data.

De acordo com o historiador, presidente da Academia Campomaiorense de Letras e Maçom, João Alves, a primeira missa rezada em terras campomaiorenses foi celebrada pelo padre Tomé de Carvalho no dia 12 de novembro de 1712 quando foi instalada a igreja e escolhido Santo Antonio de Pádua para padroeiro do lugar. Três anos após foi instalada a Freguesia de Santo Antonio do Surubim atual cidade de Campo Maior.

A antiga igreja foi demolida no ano de 1944 sob o domínio do Padre Mateus Cortez Rufino. Após a demolição da antiga capela os eventos religiosos ficaram sendo realizados na Igreja de Nossa Senhora do Rosário até que a Igreja ficasse pronta. O que aconteceu no ano de 1962 quando se deu a benção da atual Igreja, hoje Catedral de Santo Antonio.

Fonte: portaldecampomaior

 

150 famílias são assistidas pelo programa Criança Feliz em Campo Maior

A pequena Maria Clara tem apenas 10 dias de vida, mais é acompanhada pelo programa Criança Feliz desde quando estava na barriga da mãe, Gleiciane Maria Ferreira da Silva, que mora na Comunidade São Pedro, em Campo Maior. Assim como a família de Gleiciane, outras 149 famílias são assistidas pelo programa por meio da Prefeitura de Campo Maior e da Secretaria de Assistência Social do município.

Segundo ela, o trabalho da visitadora Irene Araújo começou cedo e foi importante não só pelo carinho que trouxe ao seu cotidiano, mas pelas dicas de cuidado com a saúde dela e da criança. “Desde que eu estava grávida, ela me dizia o que era bom e o que era ruim fazer”, relatou Gleiciane.

Além de Irene Araújo, outras profissionais como Aurilene Carvalho, Socorro Mendes, Lília Menezes e Socorro Carvalho fazem o acompanhamento das famílias.  As visitadoras dão dicas e propõe atividades para desenvolver a coordenação motora, a inteligência e o vínculo afetivo entre mãe e filho.

De acordo com Irene, os estímulos fazem com que as crianças se desenvolvam muito melhor. “Acredito que está funcionando tanto para as mães quanto para os bebês. Vemos muitas coisas boas que elas não faziam antes e agora fazem”, destaca a visitadora.

A Coordenadora do Programa no município, Michelinne Carvalho, faz o detalhamento das famílias que são acompanhadas semanalmente. “O Criança Feliz atende 150 famílias, deste número, temos 110 crianças de 0 a 3 anos, três crianças de 3 anos e três de 5anos que são beneficiárias do BPC- Benefício de Prestação Continuada, além disso, temos 34 gestantes. As crianças recebem visitadas semanalmente, enquanto as gestantes recebem as visitas uma vez por mês, em setembro foram realizadas 440 visitas”, disse Michelinne.

O objetivo é desenvolver e mudar a realidade de crianças campo-maiorenses por meio de visitas às famílias que recebem o Bolsa Família e o BPC. As crianças assistidas também são beneficiadas com parcerias público-privada realizada pela prefeitura, uma delas foi com a Ótica Diniz que contemplou 30 crianças com consultas especializadas e óculos de grau.

Fonte: Ascom.

Bairro de Campo Maior ganha obra aguardada por mais de 15 anos

O prefeito Professor Ribinha, juntamente com o diretor do SAAE, João Lima e o presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda acompanharam nessa quarta-feira 7/11, o início da nova fase da obra de drenagem e reconstrução do sistema de galeria de água pluvial no Bairro Cariri.

No local estão sendo instalados 1.295 metros de manilhas para canalizar água e acabar com mais de 20 anos de esgoto 'à céu aberto', que afetava centenas de moradores do Cariri, e mais especificamente os da Rua e Travessa Doutor Moura.

Tecnicamente o diretor João Lima, disse que o SAAE tem o dever institucional de cuidar da drenagem urbana de Campo Maior e que o prefeito atendendo ao pedido da comunidade e de requerimentos de vereadores, autorizou o início da obra. "Esamos nesta etapa na parte pavimentada aqui do bairro, ou seja, estamos construindo uma nova galeria, junto a isso existem outras obras paralelas que estamos implementando aqui", destacou.

Em sua fala o prefeito Professor Ribinha disse que entende a necessidade dos moradores do Bairro Cariri que viviam em desconforto por mais de 20 anos, e que a obra tem esse propósito, ou seja, canalizar todo esgoto acabando de vez com o mau cheiro e desconforto aos moradores.

Fonte: portal de campo maior

Jovem que sofreu acidente em Campo Maior morre no HUT

O jovem Anderson Marley Junior (19) morreu por volta das 20h30 desta segunda-feira (06/11) após passar cerca de cinco dias internado em coma no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) em virtude de um acidente de motocicleta que aconteceu na Avenida Jacob de Almendra no Bairro de Fátima em Campo Maior (PI).

O acidente ocorreu na madrugada de quinta (01) para sexta (02) quando o jovem colidiu com um barranco de piçarra que estava sem sinalização na frente de uma residência ao lado do Quartel da Polícia Militar. “Na hora ele tava consciente. Ele ainda levantou e tirou a camisa. Quando o SAMU chegou ele já tava querendo dormir”, narrou uma amiga de Anderson que chegou ao local pouco tempo depois do acidente. Anderson entrou em estado de coma por conta de um trauma crânio-encefálico.

A direção da Escola 13 de Março, onde ele estudava, emitiu uma nota lamentando o falecimento do aluno e informando a suspensão das aulas.

Amigos e familiares estavam organizando um bingo que seria realizado no dia 10 de novembro que seria para arrecadar recursos com o intuito de ajudar na recuperação do jovem, mas o evento beneficente já está cancelado, por conta do falecimento.

A mãe de Anderson postou ontem no facebook pedindo que Deus a ajudasse a concluir a jornada de criar seu filho.

A morte de Anderson comoveu a cidade. Muitos amigos lamentaram o fato nas redes sociais. O corpo será velado em Campo Maior e sepultado nesta terça-feira (06).

Fonte: campomaioremfoco

Posts anteriores