Cidadeverde.com

Facções criminosas tentam migrar para regiões do extremo Sul do estado

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 


A Secretaria de Segurança Pública monitora a possível migração de integrantes de facções criminosas para cidades do extremo Sul do estado. Uma das cidades que está sendo monitorada é Corrente (a 874 km de Teresina). 

Segundo o secretário de Segurança Pública do Piauí, coronel Rubens Pereira, a organização criminosa tem origem da Bahia e estaria planejando se instalar  no extremo Sul do estado. 

"Tivemos ocorrências graves ano passado e no início deste ano em Corrente. Com isso estamos monitorando. Hoje, há presença dessas organizações criminosas na região Norte do estado e estamos nos preocupando com a chegada desse grupo naquela região", afirmou o secretário Rubens Pereira.

O secretário garantiu que a atuação de "Forças Integradas" como Ministério Público em Corrente aliado às forças policiais da região estão trabalhando para barrar a criminalidade e a instalação de grupos criminosos. 

"Precisamos fazer isso porque os jovens de 15 e 29 anos são os que estão envolvidos, matando ou morrendo, nesse tráfico ilícito de drogas", acrescentou o secretário. 

Para inibir que essas facções migrem para outros municípios do Piauí, o secretário Rubens Pereira disse que a Secretaria de Segurança tem cobrado investimento para estruturar a região para o combate a criminalidade.  

"Até o final do ano, com integração que estamos fazendo, com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Tarefa do litoral, queremos reduzir os indicadores de violência no estado para restabelecer a ordem. Até porque indicadores ruins de segurança dificilmente vão atrair investidores para o estado. Por isso precisamos de uma atenção especial nessa pauta", disse Rubens Pereira. 

Com a experiência exitosa de combate as facções no litoral, a cúpula de Segurança avalia montar uma “Força Integrada” para atuar em Teresina e no extremo Sul. A Polícia Militar também criou o Batalhão de Divisas que ajudará no projeto. 


Nataniel Lima
[email protected]