Cidadeverde.com

Subestação em Teresina recebe investimento de R$ 33 milhões da Chesf

Crédito: Pok Rie

O Sistema Interligado Nacional (SIN) é o responsável pela “comunicação” elétrica entre as várias regiões do país. Assim, graças ao SIN, diante de uma situação da necessidade para suprir a energia da Região Sudeste, por exemplo, é possível “trazer” essa energia da Região Nordeste para atender a demanda. O SIN é composto por linhas de transmissão de energia e também por subestações, onde são realizadas as manobras que direcionam e fluxo de energia. A Subestação Teresina II é estratégica para o SIN dada a sua importância para a transmissão da energia elétrica produzida por grandes hidrelétricas do Norte para todo o país. Considerando essa importância, a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), investiu na subestação cerca de R$ 33 milhões, utilizados na instalação do quarto banco de autotransformadores de alta tensão 500kV/230kV, o qual foi energizado hoje (12/04).

Com a nova instalação a sobrecarga nas unidades será evitada, em caso de intercorrência, garantindo uma maior confiabilidade no fornecimento de energia, com incremento de 30% de potência no sistema Chesf. "Estamos entregando esta obra com 11 meses de antecedência ao que estava previsto na autorização da Agência Nacional e Energia Elétrica. Com isso, a Chesf está mostrando sua competitividade frente ao mercado, eficiência e foco na sustentabilidade empresarial, somando uma receita anual de R$ 5,7 milhões por ano", destacou o diretor de Engenharia, Reive Barros.