Cidadeverde.com

Piauí tem a maior redução no consumo de energia do Brasil

Crédito: Pixabay

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgou nesta quarta-feira, 20 de abril, que o Brasil, no primeiro trimestre de 2022, registrou um aumento no consumo de energia elétrica da ordem de 0,9% em relação ao mesmo período de 2021. Segundo dados preliminares da CCEE, o mês de março foi o que mais puxou o aumento no período. Em parte, esse aumento se deve à flexibilização dos protocolos de restrições que visam combater a expansão da pandemia de COVID-19. Quando analisamos o aumento por setor, evidencia-se que as maiores variações foram registradas nos setores de serviços (15%), madeira, papel e celulose (13%) e químicos (7%). Entre os que mais reduziram a demanda, estão a indústria têxtil (-7%), manufaturados diversos (-3%) e extração de minerais metálicos (-2%).

Apesar da média nacional ter aumentado, alguns estados tiveram recuo e no estado do Piauí foi onde se verificou a maior redução (- 5%), seguido pelo Rio Grande do Norte e Paraíba, ambos com demanda 3% menor. De acordo a CCEE, os fatores climáticos foram os que mais motivaram as variações nos estados. Com efeito, o volume de chuvas no Piauí no primeiro trimestre de 2022 foi acima da média histórica. Com chuvas mais intensas alguns equipamentos elétricos, tais como ventiladores, ares-condicionados e bombas de irrigação, têm um tempo de operação reduzido. Com o fim do período de chuvas esse cenário deve mudar e na divulgação dos dados do segundo trimestre de 2022 essa redução no consumo no Piauí em relação ao segundo trimestre de 2021 não deve mais ser verificado.