Cidadeverde.com

Mês de maio registra aumento no consumo de energia elétrica no país

Crédito: MD Molla

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) registrou novo aumento no consumo de energia elétrica no país. Segundo o órgão, nas duas primeiras semanas de maio, foram consumidos 62.953 megawatts médios, o que equivale a um aumento de 1,9% na comparação com o mesmo período do ano passado. O chamado Ambiente de Contratação Livre, mercado no qual a indústria e grandes corporações adquirem eletricidade de forma livre junto a geradoras e comercializadoras, consumiu 35% do total de energia, o que corresponde a um volume 0,9% maior do que em 2021.

Já no Ambiente de Contratação Regulada, que atende residências e pequenas empresas dentro do mercado regulado, o consumo foi de 65% do total, o equivalente a um aumento de 2,5%. Ainda de acordo com o balanço da CCEE, o setor de serviços foi responsável pelo maior aumento no consumo, com alta de 11,1% em relação às duas primeiras semanas de maio de 2021. Segundo o órgão, isso reflete a “recuperação do setor, que seguia fortemente impactado pela pandemia no início de 2021”. Em segundo lugar aparece a indústria de madeira, papel e celulose, que teve um aumento na demanda de 10,9%.Já o setor de fabricação de veículos teve um recuo de 10,4%, ainda sentindo os efeitos do lockdown no porto de Xangai que, segundo a CCEE, “tem dificultado a importação de matéria-prima para a indústria automotiva”. Os setores têxtil e de químicos também tiveram redução no consumo de energia, com quedas de 8,6% e 5,3%, respectivamente.

Como já era esperado, as regiões que tiveram as temperaturas mais altas no período avaliado foram as que também tiveram os maiores percentuais de aumento no consumo de energia. Os estados de Rondônia (32%), Mato Grosso (23%) e Tocantins (20%) apresentaram os maiores índices. Já os estados do Rio Grande do Sul (- 26%), São Paulo (- 8%), Pará (- 4%) e Acre (- 1%) foram os que apresentaram queda no consumo.

Fonte: CNN Brasil