Cidadeverde.com

Acidentes elétricos provocados por pipas

Crédito: Jonh
O mês de julho além de ser marcado pelas férias escolares também traz ventos de maiores intensidades. Estas condições são extremante favoráveis para a prática de soltar pipas, muito comum em várias partes do Brasil. Tal prática inspira cuidado, já que as pipas podem enroscar na rede elétrica se não forem empinadas em locais mais abertos, sem fios próximos, como parques. Empinar pipa é uma atividade saudável e ainda muito presente entre as nossas crianças e também entre os adultos, mas os devidos cuidados precisam ser observados. O ideal é analisar o local antes de brincar, identificando, por exemplo, se há cabos de energia próximos, nos quais a pipa pode tocar. Há riscos de contato entre dois cabos de potenciais diferentes, ocasionando um curto-circuito e ainda choque elétrico.
 
Ocorrências envolvendo pipas afetaram o fornecimento de energia elétrica de 114 mil pessoas no Ceará entre janeiro e junho de 2022, segundo estimativa da Enel Distribuição no estado. Em Mato Grosso do Sul, de janeiro a junho deste ano, já foram registradas 119 ocorrências e cerca de 78.095 clientes tiveram o fornecimento de energia interrompido. Em todo o estado de Goiás já foram 270 ocorrências de interrupções do serviço entre janeiro e junho deste ano, o que prejudicou 45 mil pessoas. Confira algumas dicas básicas da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) para uma brincadeira com pipas mais segura: 
 
1. Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia;
2. Dê preferência a espaços abertos como praças, parques e campos de futebol para usar o brinquedo;
3. Evite também soltar pipas em canteiros centrais de ruas, avenidas ou rodovias, locais onde existe fluxo de veículos;
4. Evite também as “rabiolas”, pois elas enroscam nos fios elétricos, desligando o sistema, podendo provocar choques elétricos, muitas vezes fatais;
5. Não utilizar papel alumínio na confecção da pipa, pois é perigoso, este material pode provocar curtos-circuitos;
6. Caso a pipa enrosque nos fios, não tente soltá-la. O melhor a fazer é desistir do brinquedo;
7. Nunca tente resgatar ou remover uma pipa com canos, bambus, ou laçar o brinquedo na rede elétrica com uso de linhas. Essas atitudes podem representar sério risco à vida;
8. Não solte pipas em dias de chuva, com incidência de descargas atmosféricas (raios). Ela funciona como para-raios, conduzindo energia;