Cidadeverde.com

Oficial de Justiça e candidatos são presos com maços de dinheiro

Foto: Realidadeemfoco

Movimentação na frente da delegacia de José de Freitas

Um oficial de Justiça, dois candidatos a vereadores, um motorista e mais duas pessoas foram presos em flagrante suspeitos de crime eleitoral no município de José de Freitas, a 48 km de Teresina. As prisões ocorreram em menos de 24 horas e de acordo com o titular do 17º DP, Jarbas Lima, os suspeitos estavam com santinhos, dinheiro e uma lista com supostos nomes de eleitores, o que caracteriza compra de votos.

Dos seis, quatro foram liberados após pagamento de fiança no valor de quatro salário mínimos, o equivalente a R$ 3.520. Os demais permanecem na Delegacia de José de Freitas. Os presos não tiveram a identidade confirmada. 

"Uma das abordagens ocorreu por volta de meia-noite no rodoanel. Um candidato a vereador e um motorista foram autuados em flagrante com uma lista de eleitores, santinhos e R$ 2.500. Eles já pagaram fiança e foram liberados", disse Jarbas Lima. 

Já o oficial de Justiça e mais dois amigos foram flagrados com material que caracteriza a compra de votos na zona rural da cidade. O delegado Genival Vilela, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), conta que o trio estava em uma camionete e que a quantia encontrada com os suspeitos, cerca de R$ 1.650, estava separada em maços de R$ 50. 

"Encontramos santinhos e vários maços de R$ 50, sendo duas notas de R$ 20 e uma R$ 10...tudo estava bem separado. Eles permaneceram em silêncio", disse Vilela. 

O outro preso- um candidato a vereador que estava com R$ 346 em dinheiro e santinhos- foi abordado pela Polícia Militar e pelo promotor eleitoral Sérgio Reis. 

Equipes da polícias Militar e Civil, além do Ministério Público Eleitoral intensificam a fiscalização até o fim da votação, às 17h, deste domingo (02). 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com